Inter afunda Vasco e mantém 3.º lugar

O técnico Dário Lourenço não deve resistir à sexta derrota do Vasco em 11 rodadas do Campeonato Brasileiro. Sem se esforçar muito, o Internacional venceu neste domingo a equipe carioca, por 4 a 2, no Rio, e aumentou a crise em São Januário. Ainda sob a lei do silêncio, o time vascaíno segue na zona de rebaixamento e a tendência é que seu treinador seja demitido ainda neste domingo. Já a situação do Internacional é bem mais confortável. Com este resultado, permaneceu na terceira colocação, agora com 22 pontos, um a menos do que os líderes Ponte Preta e Fluminense. Antes, durante e após o jogo, a torcida do Vasco xingou o presidente Eurico Miranda e cobrou reforços. O Vasco mostrou que não é à toa que está na zona de rebaixamento e que tem a zaga mais vazada do Campeonato Brasileiro. O Internacional, cuja qualidade técnica é bem superior à da equipe carioca, foi melhor durante boa parte da confronto. Jogou com facilidade e, antes do 30 minutos, já havia feito 2 a 0. O ala Élder Granja fez o primeiro gol depois de uma bonita troca de passes, em que o sistema defensivo do Vasco falhou mais uma vez na marcação. Erro que se repetiu no gol de cabeça do zagueiro Vinícius, para desespero do técnico Dário Lourenço e da torcida cruzmaltina. A situação somente não ficou pior porque o Vasco conta com o atacante Alex Dias, jogador mais talentoso do elenco. Ele finalizou com categoria um cruzamento do meia Abedi e diminuiu a vantagem do Internacional antes do intervalo: 2 a 1. O terceiro gol do Internacional, marcado de pênalti por Jorge Wagner, logo no início da etapa final, obrigou o Vasco a se expor mais. E Alex Dias novamente entrou em ação. De pênalti, ele diminuiu a diferença: 3 a 2. Mas com a zaga sem a menor proteção, o time visitante não demorou muito para acabar com a reação do rival. O atacante Rafael Sóbis partiu do meio-de-campo com a bola dominada, driblou três adversários na corrida e, com facilidade, fechou o placar: 4 a 2. Vaias e mais vaias em São Januário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.