Nabor Goulart/AP
Nabor Goulart/AP

Inter bate Deportivo e garante vaga na Libertadores

Colorado elimina rival equatoriano com vitória por 3 a 0 e agora terá o Banfield nas oitavas de final

ELDER OGLIARI, Agência Estado

22 de abril de 2010 | 22h12

O Internacional venceu o Deportivo Quito por 3 a 0 nesta quinta-feira, no Beira-Rio, e garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores como primeiro colocado do Grupo 5, com 12 pontos. O próximo adversário dos gaúchos será o Banfield, da Argentina.

 

Veja também:

LIBERTADORES - tabela  Classificação e jogo das oitavas

BLOG BATE-PRONTO - forum Análise dos jogos das oitavas de final

Com a vitória, o time brasileiro ajudou o Flamengo, que podia ser eliminado da competição em caso de empate, e despachou os equatorianos, que terminaram em segundo lugar na chave, com dez pontos.

Os cariocas também foram beneficiados pelo empate sem gols entre o Cerro, do Uruguai, e o Emelec, do Equador, em Montevidéu, nesta quinta, também pelo Grupo 5. O Cerro precisava vencer por três gols de diferença para avançar na Libertadores. Para garantir a vaga, o Flamengo torcerá ainda para o Racing, do Uruguai, não vencer o Cerro Porteño, do Paraguai, por quatro gols de diferença.

JOGO

Em Porto Alegre, o técnico Jorge Fossati foi feliz ao escalar o meia Andrezinho, no lugar de Giuliano. Ele surpreendeu nesta quinta e fez a diferença no primeiro tempo, ao abrir o caminho para a vitória com um chute certeiro, no ângulo, aos três minutos de jogo: 1 a 0.

Depois, tratou de abrir espaços na bem colocada defesa adversária com dribles insinuantes e lançamentos rápidos. Aos 45 minutos, deixou Alecsandro livre, em condições de marcar, mas o atacante cabeceou a bola para fora.

Outro meia, Arroyo, comandou quase todos os movimentos de ataque do Deportivo Quito e chegou a assustar os brasileiros com quatro conclusões perigosas, uma no primeiro e três no segundo tempo.

Mas a tentativa de reação equatoriana foi esfriada pelo segundo gol do Internacional, aos 16 minutos. Kléber cruzou da esquerda e Bolívar cabeceou sem chances para Ibarra, selando a classificação do time gaúcho.

E, aos 47, Giuliano driblou Checa e colocou a bola no ângulo, mudando o destino do Inter nas oitavas de final. Com o gol, a equipe de Porto Alegre deixou de cruzar com o Cruzeiro na próxima fase e passou a ter como adversário o Banfield, da Argentina.

INTERNACIONAL 3 X 0 DEPORTIVO QUITO-EQU

Internacional - Pato Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Sorondo e Kleber (Fabiano Eller); Sandro, Guiñazu, Andrezinho (Giuliano) e D'Alessandro; Walter (Edu) e Alecsandro. Técnico: Jorge Fossati.

Deportivo Quito - Ibarra; Caicedo, Hurtado e Checa; Esterrila (Castro), Minda, Saritama (Niell) e Mina; Arroyo, Pirchio (Donoso) e Borghello. Técnico: Rubén Dario Insúa.

Gols - Andrezinho, aos 3 minutos do 1º tempo, Bolívar, aos 16, e Giuliano, aos 47 minutos do 2.º tempo.

Cartões amarelos - Sandro, Andrezinho, D''Alessandro (Internacional); Esterilla, Minda, Saritama, Arroyo e Borghello (Deportivo Quito).

Cartão vermelho - Edu (Internacional).

Árbitro - Carlos Amarilla (Paraguai).

Renda - R$ 681.705,00.

Público - 31.360 pagantes.

Local - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.