Inter bate Palermo e abre 6 pontos de vantagem na liderança

Patrick Vieira e Luis Jimenez marcam os gols da vitória do time de Milão por 2 a 1; Fiorentina também ganha

PAUL VIRGO, REUTERS

16 de março de 2008 | 14h38

A Inter de Milão derrotou o Palermo por 2 a 1 em casa neste domingo, recuperando sua vantagem de seis pontos no topo da tabela do Campeonato Italiano após uma semana conturbada.  Veja também: Classificação / Calendário / Resultados Os gols de Patrick Vieira e Luis Jimenez acalmaram os nervos no clube depois de o técnico Roberto Mancini ter dito que iria embora ao final da temporada após a derrota para o Liverpool na terça-feira em partida das oitavas-de-final da Liga dos Campeões. Mancini mudou de idéia no dia seguinte. A Inter tem 67 pontos em 28 jogos, enquanto o segundo colocado, a Roma, somou 61 pontos depois de virar o jogo contra o Milan e sair com uma vitória de 2 a 1 no sábado. A Fiorentina assegurou a quarta colocação, que lhe dá uma vaga nas eliminatórias da Liga dos Campeões, com uma vitória de 3 a 1 sobre o Genoa em casa, abrindo quatro pontos à frente do quinto colocado Milan. O meia francês Patrick Vieira tocou para dentro do gol um cruzamento perfeito de Zlatan Ibrahimovic e colocou a Inter na frente no quinto minuto de jogo. Os visitantes sicilianos igualaram aos 25 minutos, quando a segunda de duas defesas do goleiro Júlio César ricocheteou em Marco Materazzi e entrou no gol. Jimenez sacudiu a rede dois minutos mais tarde, mas sua cabeçada, aproveitando o rebote de um chute de Vieira que acertou o travessão, foi anulada como impedimento. Mas o jogador da seleção chilena recuperou a dianteira da Inter aos 36 minutos, desarmando um marcador e mandando para a rede o gol da vitória. No último jogo deste domingo, a Juventus venceu o Napoli por 1 a 0, gol de Iaquinta, e garantiu a terceira colocação na tabela, com 54 pontos, cinco atrás da vice-líder Roma. (Atualizado às 19h09 para acréscimo de informações)

Tudo o que sabemos sobre:
Campeonato ItalianoInter de Milão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.