Divulgação
Divulgação

Inter confirma que jogadores discutiram no vestiário após derrota

Clube nega agressões físicas entre atletas depois de terem perdido por 3 a 1 para o Goiás

Agência Estado

18 de novembro de 2013 | 18h04

PORTO ALEGRE - O Internacional confirmou nesta segunda-feira que houve discussão entre atletas da equipe nos vestiários do Serra Dourada, depois da derrota da equipe por 3 a 1 para o Goiás, domingo à noite, em Goiânia, pelo Brasileirão. O clube, porém, negou que tenha sido registrado qualquer caso de agressão física. A explicação do clube gaúcho veio depois de funcionários do Serra Dourada relatarem confusão entre jogadores do Inter no vestiário do estádio.

Segundo a imprensa gaúcha, o problema teria surgido por conta da expulsão de Rafael Moura. O atacante foi cobrado por alguns atletas e defendido por outros. "O que houve após a partida foi uma discussão de cobrança entre jogadores, algo natural após resultados negativos, sem qualquer tipo de agressão física. Também não houve nenhum prejuízo ao patrimônio do estádio goiano. A indignação dos jogadores é uma prova de que estão todos focados em terminar a campanha de 2013 da melhor maneira possível", diz nota emitida pelo Inter.

O clube gaúcho, com a derrota, perdeu as chances matemáticas de se classificar para a próxima edição da Copa Libertadores. Mesmo assim a diretoria pede que a torcida compareça ao estádio Centenário, em Caxias do Sul, no próximo domingo, "para apoiar o time durante os 90 minutos na partida contra o Coritiba".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.