Rodrigo Corsi/FPF
Rodrigo Corsi/FPF

Inter de Limeira busca empate com XV no fim e garante acesso à elite nos pênaltis

Após empate por 0 a 0 no jogo de ida, times ficam no 2 a 2 e Oliveira converte cobrança que dá vaga na Série A do Paulista

Redação, Estadão Conteúdo

20 de abril de 2019 | 22h22

A Internacional de Limeira está de volta à elite do futebol paulista após 14 anos vagando pelas divisões inferiores do Estadual. O acesso foi conquistado na noite deste sábado, de maneira emocionante, com uma vitória por 4 a 3 nos pênaltis sobre o XV de Piracicaba, após empate por 2 a 2 no tempo regulamentar. Este jogo foi válido pela rodada de volta da semifinal da Série A2. No jogo de ida, em Limeira, o placar não saiu do zero.

Rebaixada da Série A1 em 2005, a Inter passou por momentos difíceis nos últimos anos, tanto que chegou até a disputar a Segundona, quarta divisão do Estado, voltando a participar da Série A2 apenas em 2018. O XV, por sua vez, "bate na trave" pela segunda vez seguida, depois de ter perdido o acesso para o Guarani na temporada passada.

Mas o time de Piracicaba ainda tem uma chance de subir: pelo índice técnico. Precisa que o Água Santa elimine o Santo André, neste domingo cedo, na outra semifinal, porque daí o XV será o terceiro colocado na campanha geral. Este ano vai ser aberta uma terceira vaga devido a fusão entre Bragantino e Red Bull Brasil.

Neste momento, a melhor campanha é do Água Santa, com 37 pontos. Mesmo se não eliminar o Santo André, o time de Diadema vai subir. Mas como perdeu em Santo André, por 2 a 0, agora precisa vencer por três gols de diferença ou então devolver os dois gols e levar a definição para os pênaltis. O XV de Piracicaba tem 29 pontos, seguido pelo Santo André, com 27.

O primeiro tempo foi muito movimentado. Apesar das limitações técnicas, os dois times entraram muito concentrados e criaram oportunidades com frequência. Foi em uma cobrança de falta, aos 12 minutos, que o XV abriu o placar, com uma bomba de Gilberto Alemão, por baixo da barreira.

O empate saiu aos 31 minutos, quando Marquinhos resvalou após cobrança de falta e Jean Pablo fez de cabeça. No minuto seguinte, aos 32, Kadu Barone recebeu cruzamento de Macena e fez o segundo do XV, sem nem dar tempo para o adversário comemorar. Quase deu tempo de fazer o terceiro antes do intervalo, em um cabeceio de Ronaldo que parou no travessão, aos 38.

No segundo tempo, a Internacional se lançou o ataque em busca do empate e conseguiu uma certa pressão, ainda que sem muita organização. Enquanto isso, o XV se posicionou bem na defesa, no aguardo por uma oportunidade de contra-atacar. Mesmo não vivendo um bom momento na partida, a Inter empatou aos 46 minutos, em rebote aproveitado por Elvis, levando a decisão aos pênaltis.

Na disputa das penalidades, após dois erros para cada lado na série de cinco, Rafael Pin defendeu a cobrança de Fraga e Oliveira converteu para a Internacional, garantindo o acesso limeirense.

Nas primeiras cinco penalidades, Bruninho parou em Rafael Pin e Cássio Gabriel acertou o travessão, pelo lado do XV. Já pela Inter, Tcharlles teve a cobrança defendida por Luiz Fernando e França bateu para fora. A série foi para a sexta cobrança e Rafael Pin se consagrou ao defender a batida de Fraga, enquanto Oliveira fez para a Inter.

Mais de 14 mil foram ao estádio, perto de mil vindos de Limeira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.