Inter de Milão aceita negociar Alvaro Pereira com o Palmeiras

Inter de Milão aceita negociar Alvaro Pereira com o Palmeiras

Clube italiano não tem interesse em ficar com o lateral-esquerdo e por isso aceita que ele troque o São Paulo pelo rival

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2014 | 16h20

O Palmeiras deu mais um grande passo para acertar a contratação por empréstimo do lateral-esquerdo Alvaro Pereira. A Internazionale de Milão, dona dos direitos federativos do uruguaio que está no São Paulo, já manifestou o interesse em negociar com a equipe alviverde e com isso as conversas avançam mais um pouco. A diretoria do Palmeiras já trabalha com a possibilidade de anunciar o atletas antes do Natal.

Alvaro Pereira tem contrato com o São Paulo até o meio do ano que vem, mas está chateado com a diretoria tricolor pelo fato de ela deixar claro que não tem interesse em prorrogar o empréstimo ou contratá-lo em definitivo. O Palmeiras, que procura por um lateral-esquerdo, viu brecha para entrar na negociação e procurou contato com o uruguaio oferecendo um salário parecido com o que ele recebe no Morumbi.

O lateral quer ficar no Brasil, já que sua família está adaptada ao País. Entretanto, algo que pode dificultar a vida do Palmeiras é o fato de o jogador ter recebido propostas de outras equipes sul-americanas. O River Plate, da Argentina, é um dos interessados e tem como diferencial o fato de disputar a próxima Libertadores.

Apesar da concorrência, a confiança no Palmeiras de conseguir acertar com o jogador é grande. Ele chegaria por empréstimo até dezembro do ano que vem e com um valor fixado para a compra. As conversas estão bem avançadas e a expectativa é de que até o começo da semana que vem tudo esteja solucionado. Embora tenha criado grande afinidade com a torcida do São Paulo, o fato de a diretoria tratá-lo com desdém pode ser um diferencial para aceitar a oferta palmeirenses.

A negociação é mais um capítulo para a rivalidade aflorada entre Palmeiras e São Paulo. Desde a negociação de Alan Kardec com o Tricolor, os presidentes Paulo Nobre e Carlos Miguel Aidar se tornaram praticamente inimigos. O dirigente são-paulino ainda contratou Wesley e levou Carlinhos, do Fluminense, que estava com negociações adiantadas com o Palmeiras. Caso concretize o acerto com Alvaro Pereira, será a primeira "vitória" de Nobre sobre o desafeto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.