Inter de Milão e Juventus classificados

A história e a tradição de Internazionale e Juventus prevaleceram nos duelos com rivais espanhóis, nesta terça-feira, na definição das quartas-de-final da Liga dos Campeões da Europa. A equipe de Milão foi a Valência, perdeu para os anfitriões por 2 a 1, mas se classificou por ter vencido por 1 a 0, duas semanas atrás, no estádio Giuseppe Meazza - no critério de desempate, fez um gol fora de casa. A Juve visitou o Barcelona, no Camp Nou, e ganhou por 2 a 1, na prorrogação, depois de ficar no 1 a 1 no tempo normal - mesmo resultado do clássico anterior, no Delle Alpi, no início do mês.As duas partidas foram tensas, com lances duros, muita emoção e estádios cheios. No Mestalla, com 52 mil pagantes, a Inter saiu na frente, com gol de Christian Vieri, aos 4 minutos, ao aproveitar falha do zagueiro argentino Ayala. O centroavante tocou por cobertura, na entrada da área, o goleiro Cañizares rebateu e o artilheiro italiano não desperdiçou a segunda chance.Vieri deixou o campo aos 31 minutos, com torção no joelho direito. "Temos de esperar um dia para ter noção exata da extensão da contusão", lamentou o técnico Héctor Cúper.O Valencia reagiu logo, pois o argentino Aimar empatou aos 7 minutos. Os espanhóis poderiam ter passado à frente ainda na primeira fase, se não fosse Toldo, que fez defesas espetaculares, três delas em seguida. Apesar do esforço do goleiro, a virada veio aos 5 minutos da etapa final, com Baraja, de cabeça, após cobrança de escanteio.A Inter defendeu-se a todo custo, até o fim. Muitas vezes, apelando para faltas ou para a ?cera?. Tanto que o árbitro dinamarquês Milton Nielsen deu cartão amarelo para Toldo, Pasquale, Vieri, Di Biagio e Cristiano Zanetti. Sobraram advertências também para os espanhóis Baraja, Angulo e Marchena.Mais dramático foi o duelo em Barcelona, que levou expectativa a mais de 90 mil torcedores. Os espanhóis tomaram a iniciativa de ir à frente, mas a Juventus ficou atrás e várias vezes apelou para o jogo violento, sobretudo sobre o holandês Overmars.Ainda assim, os italianos festejaram primeiro, com o gol de Nedved aos 8 minutos do segundo tempo. O Barça pressionou e Xavi empatou aos 21. Com a repetição do resultado de ida, a decisão ficou para a prorrogação, em que a Juventus se deu melhor. Quando os donos da casa apertavam mais, o uruguaio Zalayeta, em contra-ataque, marcou aos 9 minutos do segundo tempo.O adversário da Inter sairá do confronto entre Milan e Ajax, que se enfrentam nesta quarta-feira. A outra semifinal terá a Juventus contra o vencedor de Manchester United e Real Madrid, que também jogam amanhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.