Inter de Milão espanta zebra e conquista título mundial

Dessa vez, não teve espaço para zebra. A Inter de Milão confirmou o favoritismo e derrotou o Mazembe por 3 a 0, neste sábado, no Estádio Mohammed bin Zayed, em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos. Assim, a equipe italiana conquistou o título do Mundial de Clubes, fechando um "ano perfeito", em que também foi campeã do Campeonato Italiano, da Copa da Itália e da Liga dos Campeões da Europa.

AE, Agência Estado

18 de dezembro de 2010 | 16h59

Esse é o terceiro título mundial conquistado pela Inter de Milão, repetindo os feitos de 1964 e 65. E teve uma participação direta de quatro jogadores do Brasil: o goleiro Julio Cesar, o lateral Maicon, o zagueiro Lúcio e o volante Thiago Motta, todos titulares na final deste sábado - o meia Philippe Coutinho, outro brasileiro do elenco, não disputou a competição por estar contundido.

A Inter chegou ao Mundial sob ameaça de crise. Os resultados ruins na temporada, principalmente no Campeonato Italiano, já colocavam em risco o emprego do técnico espanhol Rafa Benitez, que assumiu o cargo no meio deste ano. Mas o time de Milão foi soberano na competição disputada em Abu Dabi, confirmando o favoritismo na semifinal contra o Seongnam (3 a 0) e na final diante do Mazembe (3 a 0).

Na decisão do título, a Inter da Milão não deu chances para surpresas. Dominou completamente o jogo e acabou com a festa do Mazembe. O time do Congo, no entanto, saiu do Mundial de Abu Dabi contente com a sua participação histórica. Depois de eliminar o mexicano Pachuca e o brasileiro Inter, se tornou o primeiro representante africano a disputar uma final de competição adulta da Fifa.

O JOGO - Mesmo com uma formação mais defensiva, sem poder contar com o meia holandês Sneijder, que sofreu contusão muscular na semifinal, a Inter de Milão não demorou muito tempo para comprovar sua superioridade. Abriu o placar logo aos 12 minutos, quando o macedônio Pandev recebeu um lindo passe do camaronês Eto''o e só teve o trabalho de tocar no canto do folclórico goleiro Kidiaba.

Com grande atuação, Eto''o também marcou seu gol. E foi logo depois do primeiro. Aos 16 minutos, ele pegou a bola na entrada da área e chutou colocado, no canto do goleiro do Mazembe. Ainda na etapa inicial, a Inter de Milão teve duas chances claras para ampliar a vantagem, ambas com o atacante argentino Diego Milito, mas ele vacilou na hora de chutar e facilitou a vida de Kidiaba.

No segundo tempo, a Inter manteve o domínio do jogo, evitando se arriscar muito, e desperdiçou boas chances para ampliar o placar. O ousado e surpreendente Mazembe até que levou algum perigo ao gol de Julio Cesar, mas sem ameaçar a vitória do time de Milão, que ainda fez o terceiro, com o francês Biabiany, já aos 39 minutos, para comemorar a conquista do título do Mundial de Clubes.

FICHA TÉCNICA:

Inter de Milão 3 x 0 Mazembe

Inter de Milão - Julio César; Maicon, Lúcio, Córdoba e Chivu (Stankovic); Thiago Motta (Mariga), Zanetti, Cambiasso e Pandev; Eto''o e Diego Milito (Biabiany). Técnico - Rafa Benítez.

Mazembe - Kidiaba; Kimwaki, Nkulukuta, Kasusula e Bedi; Mihayo, Ekanga, Singuluma e Kabangu; Kaluyituka (Ndonga) e Kasongo (Kanda). Técnico - Lamine N''Diaye.

Gols - Pandev, aos 12, e Eto''o, aos 16 minutos do primeiro tempo; Biabiany, aos 39 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Yuichi Nishimura (JAP).

Cartões amarelos - Bedi, Kaluyituka, Ekanga, Kasusula e Thiago Motta.

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Mohammed bin Zayed, em Abu Dabi (Emirados Árabes Unidos).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.