Inter de Milão goleia o Parma com três de Stankovic

Com o resultado, o time de Thiago Motta e Júlio César assume quinta colocação no Italiano

AE, Agência Estado

28 de novembro de 2010 | 11h25

Stankovic, Thiago Motta (c) e Cambiasso celebram gol do brasileiro. Giampiero Sposito/Reuters

Com atuação inspirada do volante Stankovic, autor de três gols, a Inter de Milão goleou o Parma por 5 a 2 neste domingo, no Estádio Giuseppe Meazza, em Milão, e quebrou a sequência de quatro jogos sem vencer no Campeonato Italiano.

Com o resultado, o time do técnico Rafael Benítez assumiu provisoriamente a quinta colocação, com 23 pontos, sete a menos que o líder e arquirrival Milan, que no sábado empatou com a Sampdoria por 1 a 1 na abertura da rodada. O Parma ficou com 15 pontos, em 14.º, mas pode perder posições com os outros jogos da rodada.

O triunfo da Inter veio de virada, já que o Parma abriu o placar logo aos 3 minutos. O brasileiro Ângelo, ex-lateral do Corinthians, cruzou da direita e o veterano atacante argentino Hernan Crespo se antecipou à zaga para marcar.

A resposta do time da casa foi dada em dois lances seguidos e quase idênticos. Aos 17, Stankovic bateu de fora da área e a bola desviou em Lucarelli antes de enganar o goleiro Mirante. No minuto seguinte, o sérvio arriscou novamente de longe, a bola bateu levemente no pé de Antonelli e entrou no canto direito.

A Inter se encheu de moral após a virada e chegou ao terceiro gol aos 22, com o argentino Cambiasso, após escanteio da direita. O Parma ainda reagiu e diminuiu novamente com Crespo, aos 34, após confusão na área milanesa.

No segundo tempo, a Inter sacramentou a sua vitória com outros dois gols em sequência. Aos 26, o brasileiro Thiago Motta, que havia entrado há poucos instantes, aproveitou saída errada de Mirante em cruzamento e bateu de pé direito. Três minutos depois, Stankovic recebeu de Sneijder na área e chutou forte para marcar seu terceiro gol no jogo e fechar o placar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.