Inter de Milão vence e se garante na Liga dos Campeões

Um dia depois do rival Milan interromper o seu domínio do Campeonato Italiano ao faturar o título nacional, a Inter de Milão deu um consolo ao seu torcedor. Neste domingo, a equipe garantiu matematicamente a sua classificação para a fase de grupos da próxima edição da Liga dos Campeões da Europa ao derrotar a Fiorentina por 2 a 1, em casa, em duelo válido pela 36ª rodada do Campeonato Italiano.

AE, Agência Estado

08 de maio de 2011 | 12h50

O resultado deixou a equipe com 72 pontos, na vice-liderança do torneio. Já a Fiorentina segue com 49 pontos, na nona colocação. Além da obtenção da vaga da Inter de Milão, o duelo foi marcado pelo primeiro gol feito por Philippe Coutinho. O gol da promessa brasileira saiu aos 31 minutos do segundo tempo.

Antes disso, a Inter de Milão já havia marcado dois gols, na etapa inicial, com Pazzini, aos 24 minutos, e Cambiasso, aos 27. A Fiorentina ainda reagiu e marcou o seu gol aos 28 minutos do segundo tempo com Gilardino. Mas o gol de Philippe Coutinho definiu a vitória da equipe da casa.

Também neste domingo, em duelo decisivo na luta pela quarta vaga italiana na Liga dos Campeões da Europa, a Udinese derrotou a Lazio por 2 a 1, em casa, com dois gols feitos por Antonio di Natale, que é o artilheiro do torneio nacional com 28. Kozak descontou para a Lazio. O resultado deixou a Udinese na quarta colocação, com 62 pontos. Já a Lazio está em sexto lugar, com 60 pontos.

O Napoli perdeu para o Lecce por 2 a 1, em casa, mas está garantido na próxima edição da Liga dos Campeões, já que não pode mais ser alcançado pela Lazio. Daniele Corvia e Javier Chevanton fizeram os gols da equipe visitante. Já Giuseppe Mascara marcou para o time de Nápoles.

Em outros jogos disputados neste domingo, Bologna e Parma empataram por 0 a 0, o Catania bateu o Brescia por 2 a 1 e o Cesena superou o Cagliari por 2 a 0, ambos fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.