Hussein Malla/AP
Hussein Malla/AP

Inter de Milão vence fácil o Seongnam e vai à final do Mundial de Clubes

Milito, Stankovic e Zanetti garantiram a vaga na final do torneio - sábado - com os 3 a 0

AE, Agência Estado

15 de dezembro de 2010 | 16h57

ABU DABI - A surpreendente derrota do Internacional na véspera serviu de alerta para a Internazionale. Mesmo jogando para o gasto, o time italiano evitou o desperdício de gols, foi eficiente nas finalizações e não deu brechas para o Seongnam. Venceu os sul-coreanos por 3 a 0, nesta quarta-feira, em Abu Dabi, e garantiu presença na decisão do Mundial de Clubes da Fifa contra o azarão Mazembe, do Congo.

Veja também:

link Pachuca vence nos pênaltis e é quinto

MUNDIAL DE CLUBES - tabelaCalendário/Resultados

A final do torneio está marcada para sábado. Os africanos tentarão seu primeiro título mundial, enquanto que a Inter lutará pela hegemonia do futebol europeu, que fez os três últimos campeões (Milan, Manchester United e Barcelona). O título também aliviaria as críticas ao técnico Rafa Benítez, cobrado pelo presidente Massimo Moratti pelos maus resultados da temporada.

Na preliminar, Internacional, em clima de ressaca, e Seongnam decidirão quem fica com o terceiro lugar. Alguns membros da comissão técnica do time gaúcho, inclusive, estiveram no estádio para observar o próximo adversário.

Com Zanetti na lateral direita lugar de Maicon - por decisão técnica, segundo o brasileiro disse ao SporTV -, o time italiano foi da preocupação ao alívio em menos de dois minutos. Logo em seu primeiro toque na bola, o meia Sneijder sentiu a coxa esquerda e teve de deixar o campo para o lugar de Thiago Motta. Mas, logo em seguida, Stankovic aproveitou desarme parcial da zaga coreana após jogada de Eto'o para invadir a área e bater na saída do goleiro Sung Ryong Jung.

Com a vantagem precoce, a Inter esfriou o jogo e passou a explorar os erros do rival, que precisou se lançar ao ataque. Mas, quando apertou, a atual campeã europeia deixou evidente sua superioridade técnica. Aos 32, Zanetti tabelou com Milito, recebeu lindo toque de calcanhar na área e bateu cruzado. Eficiência 100%: duas finalizações, dois gols.

Esforçado, o Seongnam só conseguiu assustar em jogadas de bola parada, sempre pelos pés do meia colombiano Molina, ex-Santos. Júlio César precisou fazer grande defesa em cabeçada de Radoncic. Mas o goleiro brasileiro deu um susto logo depois em seus companheiros - saiu mal em bola levantada na área e viu Byung Kuk Cho testar rente à trave.

O panorama morno continuou o mesmo no segundo tempo. Quando quis, a Inter caprichou para matar o jogo. Aos 27, Milito ficou com rebote do goleiro em chute de Eto''o para marcar o terceiro gol. O Seongnam teve a chance de descontar nos pés de Radoncic, que, livre na área, bateu para fora após rebatida de Júlio César em cobrança de falta. 

SEONGNAM - 0 - Sung Ryong Jung; Jae Sung Ko, Sasa Ognenovski, Byung Kuk Cho e Sung Hwan; Jae Chol (Kwang Jin), Sung Kuk Choi (Ho Young), Dong Geon Cho e Radoncic (Jin Ryong); Mauricio Molina e Chul Hong. Técnico: Shin Tae Yong.

INTERNAZIONALE - 3 - Julio Cesar; Zanetti, Lúcio, Córdoba e Chivu (Santon); Cambiasso, Stankovic, Sneijder (Thiago Motta) e Pandev; Eto''o e Diego Milito (Muntari). Técnico: Rafa Benítez.

Gols - Stankovic, aos 2, e Zanetti, aos 32 minutos do primeiro tempo; Diego Milito, aos 37 minutos do segundo tempo; Árbitro - Roberto Moreno (Panamá); Cartões amarelos - Sasa Ognenovski; Público - 35.995 torcedores; Local - Estádio Zayed Sports City, em Abu Dabi (Emirados Árabes Unidos).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.