Inter derrota Arsenal em Londres

A Internazionale precisou apenas do primeiro tempo para liquidar o Arsenal por 3 a 0, em Londres, pelo grupo B da Liga dos Campeões da Europa. Os italianos calaram o Estádio Higbury com gols de Cruz, Van der Meyde e Martins. Juventus e Bayern Munique também estrearam com vitória, em rodada em que todos os favoritos confirmaram superioridade (quarta-feira, Manchester, Real Madrid e Milan ganharam seus desafios iniciais). A exibição da Inter na Inglaterra foi irretocável, sobretudo na primeira fase. Com bom toque de bola, não deu espaço para o Arsenal, e se mostrou eficiente em contra-ataques. Dessa forma, abriu o placar aos 22 minutos, com Cruz tocando na saída do goleiro alemão Lehmann. Mal os britânicos se recompuseram do susto, veio o segundo gol, com um chute à queima-roupa de Van der Meyde aos 24. O Arsenal ainda teve chance de diminuir aos 32, em pênalti que Thierry Henry bateu e Toldo defendeu. A conta foi fechada aos 41, com Martins completando jogada criada pelo turco Emre. ?Um jogo para jamais ser esquecido?, festejou o técnico Héctor Cúper. Na outra partida da chave, o ucraniano Dínamo de Kiev bateu o russo Lokomotiv Moscou por 2 a 0. O destaque ficou por conta do brasileiro Diogo Rincón, revelado pelo Inter de Porto Alegre, autor dos gols, aos 38 e 45 minutos do segundo tempo. O Bayern Munique sofreu mais para garantir três pontos no grupo A. Os alemães hospedaram o Celtic e foram surpreendidos aos 12 minutos do segundo tempo, com o gol de Alan Thompson. Mas o holandês Roy Makaay, contratado recentemente do La Coruña, desatou o nó e comandou a reação, com gols aos 28 e aos 41 minutos. Juninho Pernambucano, de pênalti aos 26 minutos do primeiro tempo, fez com que o Lyon batesse o Anderlecht, em casa, pela mesma chave. A Juventus não teve vida fácil contra o Galatasaray, no Estádio Delle Alpi, pelo grupo D. A atual vice-campeã européia saiu na frente com Del Piero, aos 5 minutos, mas Hakan Sukur (que já passou pela Inter) empatou aos 18. A vitória só veio aos 28 minutos da segunda etapa, com o veterano zagueiro Ciro Ferrara. Em San Sebastián, a Real Sociedad superou o Olympiacos por 1 a 0, mas com muito esforço e por meio de pênalti cobrado por Kovacevic aos 35 minutos do segundo tempo. O PSV decepcionou, no grupo C, ao perde em Eindhoven para o Mônaco por 2 a 1. O time do Principado abriu vantagem com Morientes (ex-Real Madrid) aos 31 minutos da etapa inicial. Cisse aumentou a diferença aos 11 do segundo tempo. Bouma descontou aos 20. Em Atenas, o Deportivo quase apronta sobre o AEK. Os espanhóis pularam na frente, com gol de Pandiani aos 12 do primeiro tempo, mas cederam o empate a quatro minutos do final (Tsartas).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.