Divulgação
Divulgação

Inter derrota São Paulo de Rio Grande com time misto e dois gols de Alex

Jogando mais uma vez com time misto, o Internacional venceu novamente no Campeonato Gaúcho. O alvo desta vez foi o São Paulo de Rio Grande, pelo placar de 2 a 1, na casa do adversário. Os gols foram marcados por Alex, que ofuscou companheiros mais badalados, como Nilmar. O atacante perdeu pênalti e foi substituído, enquanto o estreante Nicolás Freitas e Anderson tiveram atuações discretas.

Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2015 | 18h21

A vitória minimizou a irregularidade recente do Inter no Gauchão. A equipe exibe agora 12 pontos e aparece provisoriamente na segunda colocação. Já o São Paulo tem apenas seis e ocupa a 11ª colocação.

Neste domingo, o técnico Diego Aguirre voltou a poupar alguns titulares, mandando a campo uma equipe mista, mas com jogadores como Anderson, Nilmar, Alisson e Réver. O volante uruguaio Nicolás Freitas fez sua estreia. Na defesa, Juan fez seu retorno ao time após se recuperar de cirurgia realizada no ano passado.

E, mesmo com uma equipe sem entrosamento, o Inter não teve problemas para dominar as ações no início. O time chegou a sofrer perigo, aos 17, mas respondeu rapidamente com cabeçada de Juan, defendida à queima-roupa pelo goleiro Ricardo Vilar. Aos 31, Nilmar desperdiçou grande chance de abrir o placar ao se enrolar com a bola dentro da área.

O lance acabou sendo ofuscado pelo gol de Alex logo no minuto seguinte. Ele recebeu lançamento em posição duvidosa, avançou até a área e driblou o goleiro antes de mandar a bola para o gol vazio. Mais animado, o Inter se manteve no ataque e quase ampliou aos 35. Antes do intervalo, Jorge Henrique invadiu a área e sofreu falta do goleiro: pênalti. Alex, decisivo mais uma vez, mandou para as redes, aos 44 minutos.

No segundo tempo, o Inter ótima chance para decretar a vitória sem sobressaltos. Aos 13, Alex finalizou com perigo e viu a defesa desviar a bola com a mão. Na nova penalidade, o meia cedeu a chance a Nilmar, que bateu mal e parou nas mãos do goleiro Vilar.

Para piorar, o São Paulo descontou aos 34 minutos, em uma vacilada geral da defesa colorada. Após cruzamento rasteiro da direita, Edmar apareceu na área para completar para o gol. Mas não foi o suficiente para iniciar a reação dos mandantes.

Agora o Inter concentra toda a sua atenção em sua segunda partida na Copa Libertadores, na próxima quinta. O time brasileiro vai enfrentar o Universidad de Chile, em casa, e precisa vencer para apagar a péssima impressão da derrota na estreia, para o The Strongest, e manter boas chances de classificação para as oitavas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.