Inter derrota São Paulo por 3 a 0

Não é por acaso que o Internacional é um dos times mais fortes do Campeonato Brasileiro. Os gaúchos foram extremamente eficientes, bateram o São Paulo por 3 a 0, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, em Porto Alegre, e mantiveram o terceiro lugar na classificação, com 52 pontos. A derrota em Porto Alegre quebrou a série invicta de 8 jogos do São Paulo - vinha de três empates e cinco vitórias -, que permaneceu com 38 pontos, na 12ª posição do Brasileirão. ?Entramos desatentos em alguns lances e o Inter teve mais competência e soube aproveitar as chances que teve?, comentou o volante Mineiro. ?O resultado foi justo.?O Inter começou arrasador e, com forte marcação no meio-campo, não deixou o São Paulo jogar. Os visitantes criaram boa chance de gol com Amoroso, que cabeceou para fora logo aos três minutos, mas não tiveram vida fácil quando o time gaúcho passou a a pressionar a saída de jogo.Na primeira bola parada, sua melhor arma, o Inter abriu o placar. Aos 11 minutos, Elder Granja bateu a falta da direita e, após a falha coletiva da defesa, Fernandão apareceu livre para cabecear forte, na frente de Rogério Ceni: 1 a 0.O gol desestabilizou o time de Paulo Autuori. No lance seguinte, aos 13 minutos, Josué perdeu a bola para Jorge Wagner, que passou a Tinga. O meia levantou na cabeça de Fernandão, que acertou o ângulo e marcou o segundo do Inter.Só depois disso é que o São Paulo conseguiu reagir, atacando com mais força. Mas a boa postura da defesa adversária impediu que os paulistas criassem chances perigosas - apesar de terem reclamado pênalti, quando Edinho tocou a mão na bola após cruzamento de Cicinho, e de Souza ter assustado Clemer, num chute de fora da área.Os visitantes voltaram melhores para a etapa final e pressionaram o Internacional. A entrada de Diego Tardelli no lugar do apagado Souza aumentou o poder ofensivo do São Paulo - só faltava chutar ao gol, já que Clemer não era ameaçado e só trabalhou, sem dificuldade, nas bolas alçadas na área. E esse foi o tom de todo segundo tempo. O São Paulo, mais na base da vontade, ia para o ataque, enquanto os gaúchos apostavam nos contra-ataques. Num desses lances, aos 34 minutos, o goleiro Rogério Ceni teve sorte, quando Fernandão perdeu gol feito.Já nos acréscimos, aos 48 minutos, o Inter fechou a vitória. Rafael Sobis, de cabeça, fez 3 a 0 para o time gaúcho.

Agencia Estado,

05 de outubro de 2005 | 23h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.