Divulgação
Divulgação

Inter diz que 'busca alternativas' contra torcida única em clássico

Recomendação é da Brigada Militar após briga em partida na Arena entre Grêmio e Fluminense

AE, Agência Estado

30 de julho de 2013 | 18h52

PORTO ALEGRE - Assim como a diretoria do Grêmio, os dirigentes do Internacional lamentaram nesta terça-feira a decisão do Ministério Público do Rio Grande do Sul de liberar somente a presença de torcedores gremistas no primeiro clássico a ser disputado na Arena Grêmio, no próximo domingo. O Gre-Nal de torcida única foi recomendado pela Brigada Militar, por segurança.

"O Sport Club Internacional lamenta a decisão da Brigada Militar e do Ministério Público de não permitir o ingresso da torcida colorada no Gre-Nal do próximo domingo, na Arena. É essencial a presença das duas torcidas em qualquer estádio onde for disputado o clássico", registrou o clube, em nota.

Apesar da crítica, o clube disse que a decisão do MP é legítima. "[O clube] Acredita ser legítima a posição dos órgãos de segurança pública especialistas neste tema. Não cabe ao clube o poder de decidir sobre tema tão delicado como este que afeta a segurança das pessoas. No fim das contas, o bem mais precioso do Internacional é e sempre será o seu torcedor".

Insatisfeito, o Inter prometeu "buscar alternativas para reverter a decisão". O clube, porém, não deu detalhes sobre as futuras ações da diretoria. "Não vamos poupar esforços para evitar a disputa de um Gre-Nal de torcida única pela primeira vez na história", registrou a nota.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInterGre-NaltorcidaMP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.