Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Internacional domina o Atlético-PR, faz 2 a 0 e sobe no Brasileirão

Colorado ainda desperdiça um pênalti com o argentino D'Alessandro

FLAVIO LEONEL, Estadão Conteúdo

23 de agosto de 2015 | 18h29

Em partida na qual foi superior do início ao fim, o Internacional derrotou o Atlético Paranaense por 2 a 0, neste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, na primeira partida do returno, a 20.ª rodada, do Campeonato Brasileiro. Com gols de Valdivia e Paulão, a equipe gaúcha chegou aos 28 pontos e passou a ocupar a 10.ª posição. O time de Curitiba, por sua vez, perdeu oportunidade de se aproximar do G-4 e continuou com 30 pontos, em oitavo lugar.

Sem o suspenso lateral William, o técnico do Internacional, Argel Fucks, escalou Léo. No Atlético, Milton Mendes não pode contar com o zagueiro Christián Vilches, com uma lesão muscular na coxa, e com o lateral-esquerdo Alan Ruschel, que passará por uma cirurgia no joelho. A zaga paranaense foi formada por Gustavo e Kadu. A lateral ficou com Sidcley.

Logo aos 3 minutos de jogo, o Internacional abriu o marcador. Em cobrança de falta rápida, o argentino D''Alessandro fez grande lançamento para o meia-atacante Valdívia, que se livrou da marcação e chutou sem chances para o goleiro Weverton: 1 a 0.

Com o gol, o Internacional se encheu de ânimo e gerou um verdadeiro sufoco para o Atlético, com mais três boas chances de gol em um intervalo de menos de 3 minutos. Aos 8, o lateral Léo cruzou a bola para o atacante Eduardo Sasha, que chutou para o gol, para boa intervenção de Weverton. Aos 9, o atacante Vitinho fez boa jogada e chutou cruzado, com nova defesa do goleiro do Atlético. Segundos depois, o mesmo Vitinho deu passe para Valdivia, que não fez mais um gol porque Weverton estava lá novamente.

Com essa postura agressiva do Internacional, o Atlético demorou para respirar. Conseguiu, no entanto, impedir novas investidas da equipe gaúcha até os 14 minutos, quando Weverton defendeu cabeçada do volante Rodrigo Dourado. Na sequência, as chances agudas do time gaúcho na partida diminuíram, mas a equipe continuava melhor em campo: tinha mais posse de bola, marcava forte o Atlético e chegava com maior frequência à área do adversário.

O primeiro chute a gol com maior perigo do clube paranaense só aconteceu aos 41 minutos. O meia Bruno Mota arriscou chute de longe, mas o goleiro Alisson defendeu com certa facilidade para o Internacional. Aos 47, já nos acréscimos da primeira etapa, o Atlético teve sua melhor chance com o meia Nikão. Ele arriscou um chute forte de fora da área que passou por cima do travessão.

Na volta para o segundo tempo, Milton Mendes promoveu a entrada do meia Marcos Guilherme no lugar de Bruno Mota, mas o Internacional teve grande oportunidade de ampliar o placar logo no começo da etapa com um pênalti que o zagueiro Kadu fez em Vitinho. Na cobrança, aos 7 minutos, Weverton defendeu o chute de D''Alessandro.

Após a providencial intervenção do goleiro atleticano, Milton Mendes decidiu ousar: tirou o lateral-direito Bruno Pereirinha e colocou o atacante Walter. Ainda assim, o Internacional continuou perigoso. Aos 17 minutos, Vitinho aproveitou o contra-ataque e quase marcou. Aos 20, Léo desperdiçou nova chance. Aos 23, após jogada de Eduardo Sasha, o chute foi desviado pela zaga atleticana e bateu na trave.

De tanto pressionar, o segundo gol do Internacional chegou aos 24 minutos. Em cobrança de escanteio, Rodrigo Dourado desviou de cabeça para o zagueiro Paulão, que, sem marcação, chutou para o fundo das redes: 2 a 0.

O gol serviu para tranquilizar o Internacional e para desmotivar definitivamente o Atlético. A partir daí, o jogo ficou um pouco mais morno e com poucas jogadas de perigo pelo menos até os 40 minutos, quando a equipe paranaense quase marcou com um chute forte de Walter, que contou com boa defesa de Allison, autor de outra defesa em tentativa de Cléo aos 43.

Ao final da partida, o público colorado no Beira-Rio saiu satisfeito com o resultado. Com gritos típicos de apoio, reconheceu a boa partida da equipe da casa contra os visitantes. Na próxima rodada do Brasileirão, o Internacional visitará o Avaí, em Florianópolis, no domingo. O Atlético, no mesmo dia, receberá o Goiás, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2 x 0 ATLÉTICO-PR

INTERNACIONAL - Alisson; Léo, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Nilton, D''Alessandro (Rafael Moura) e Eduardo Sasha (Wellington); Valdívia e Vitinho (Alex). Técnico: Argel Fucks.

ATLÉTICO-PR - Weverton; Bruno Pereirinha (Walter), Gustavo, Kadu e Sidcley; Otávio, Hernani, Bruno Mota (Marcos Guilherme), Nikão e Douglas Coutinho (Ewandro); Cléo. Técnico: Milton Mendes.

GOLS - Valdívia, aos 3 minutos do primeiro tempo; Paulão, aos 24 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Léo (Internacional); Hernani, Gustavo e Kadu (Atlético-PR).

ÁRBITRO - Rafael Claus (Fifa/SP).

RENDA - R$ 463.150,00.

PÚBLICO - 19.241 pagantes.

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInterAtlético-PR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.