Inter é campeã da A-II e volta à 1ª Divisão

A Internacional está de volta à primeira divisão do futebol paulista. Neste domingo à tarde, o time de Limeira conquistou o Campeonato Paulista da Série A2, apesar de perder por 2 a 1 para o Taubaté, pela rodada final do quadrangular final. Com o título, a Inter retorna à elite estadual apenas um ano após ser rebaixada.Mas o resultado que deu o acesso à Internacional ocorreu em Guarulhos. O Taquaritinga, único clube que poderia ultrapassar o clube limeirense nesta fase final, foi goleado por 4 a 0 pelo Flamengo.Com os resultados, a Internacional terminou o quadrangular final com 12 pontos, dois a mais do que o Taquaritinga e o próprio Taubaté, que já entrou em campo eliminado. O Flamengo, que acabou sendo o grande responsável pelo acesso da Internacional, conqu istou os seus únicos pontos nesta fase final.Somando todos os pontos das três fases do campeonato, a Internacional teve a melhor campanha, fazendo justiça ao título conquistado. Em 26 partidas realizadas, conquistou 46 pontos.O acesso foi conquistado no estádio "Joaquim de Moraes Filho", em Taubaté. Apesar da festa ao final da partida, o primeiro tempo foi tenso. Mesmo sem chances de classificação, o time da casa foi ao ataque e saiu na frente, com Abraão, aos 35 minutos.No outro jogo da partida, em Guarulhos, o Taquaritinga ainda sonhava com o acesso, mas para isso precisava de um tropeço da Internacional. Ao tomar conhecimento do gol em Taubaté, o time foi para cima do Flamengo e pressionou muito. Os gols, porém, não s aíram na primeira etapa.No segundo tempo dos dois jogos, tudo favoreceu a Internacional. Praticamente ao mesmo tempo a Inter chegou ao empate e o Flamengo fez o primeiro gol contra o Taquaritinga. A partir daí, tudo foi festa, ainda mais após os outros três gols do Flamengo.Nem o gol de Rincón, para o Taubaté, acabou com a festa dos mais de mil torcedores da Internacional que foram ao "Joaquinzão".Ao final da partida, o técnico Pintado comemorou muito o título e quase não conseguiu conversar com os repórteres. No meio da entrevista, o ex-jogador começou a chorar e deixou os microfones. "É muita emoção, porque coroamos o trabalho de um semestre tod o", resumiu o ex-volante do Bragantino e São Paulo que na sua primeira experiência como técnico já conquista um título.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.