Filipe Araújo/AE
Filipe Araújo/AE

Inter e Corinthians duelam pelo título da Copa do Brasil

Partida às 21h50 desta quarta-feira no Beira-Rio define o primeiro brasileiro na Libertadores de 2010

Fábio Hecico e Marcel Rizzo, O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde

30 de junho de 2009 | 22h28

Retornar à Copa Libertadores, embolsar um cheque de R$ 2 milhões e ter a possibilidade de se vangloriar como o melhor time do futebol brasileiro. Tudo isso estará em jogo na noite desta quarta-feira, a partir das 21h50, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Internacional e Corinthians estarão em campo para decidir quem será o campeão da Copa do Brasil. O confronto terá acompanhamento online do estadao.com.br e transmissão ao vivo pela rádio Eldorado/ESPN - AM 700 / FM 107,3.

Veja também:

linkLula: 0 a 0 e o Corinthians será campeão

linkCorinthians já está em Porto Alegre

linkMano: folga na concentração se for campeão

linkWilliam agradece confiança do técnico

linkAndré Santos vê time preparado

linkContra-ataque alvinegro preocupa Inter

linkTite pede apoio da torcida do Inter

especialCOPA DO BRASIL - Leia mais sobre a final

O Corinthians entra em campo com vantagem de ter feito 2 a 0 no primeiro jogo da final, no Pacaembu, e ainda ganha o reforço do lateral-esquerdo André Santos. O Inter também tem a volta de dois jogadores que estavam na seleção brasileira - o lateral-esquerdo Kléber e o atacante Nilmar -, além de contar com o apoio da torcida que lotará o Beira-Rio.

Essa decisão também marca o centenário dos dois clubes. Para o Inter, que completou 100 anos de existência em 2009, será a chance de aumentar a festa com a conquista de um grande título. E para o Corinthians, cujo aniversário de 100 anos será apenas no ano que vem, ser campeão da Copa do Brasil dará a oportunidade de disputar a Libertadores em 2010.

Além do prestígio e da vaga na competição continental, o título da Copa do Brasil dá muito dinheiro. Os dois finalistas já levaram R$ 1,2 milhão cada um por terem chegado à decisão. A conquista da taça renderá mais R$ 2 milhões, enquanto o vice-campeão fica com R$ 1 milhão. Além disso, o campeão já poderá pensar nos lucros com a disputa da Libertadores de 2010.

 NÚMERO

 38 gols

 Já fez o ataque do Internacional em 2009 com a dupla Nilmar e Taison
Para reverter a desvantagem, o Internacional aposta em seu ataque de 38 gols na temporada, com Taison (23 gols) e Nilmar (15 gols). A dupla de frente está confirmada, mas o técnico Tite faz mistério sobre o substituto do volante Sandro, que está machucado. O também volante Glaydson e o meia Andrezinho lutam pela vaga dele no time titular.

"Minha disposição é das maiores possíveis. Mas todo mundo tem de estar bem, pois só um jogador não vai ser campeão", avisou Nilmar, que voltou animado ao Inter depois de ajudar a seleção brasileira na conquista do título da Copa das Confederações. "Desde que o Nilmar saiu, não fiz mais gols. Com ele, voltaremos a brilhar", completou Taison.

No Corinthians, com o retorno de André Santos, que também defendia a seleção, o técnico Mano Menezes terá força máxima na final desta quarta-feira. Por isso mesmo, ele esqueceu o tradicional mistério e confirmou a escalação. O alerta, porém, é evitar o mesmo erro do ano passado, quando perdeu o título da Copa do Brasil mesmo tendo vantagem diante do Sport.

 FRASE
 Mano Menezes

 Técnico do Corinthians

 "Temos de jogar os 90 minutos que não jogamos ano passado"
"Só penso na conquista desse título. Estou com muita vontade de ajudar meus companheiros", afirmou André Santos, que foi vice-campeão nas duas últimas edições da Copa do Brasil - antes do Corinthians, estava no Figueirense em 2007, quando o Fluminense levou o título. "Temos de jogar os 90 minutos que não jogamos ano passado", lembrou Mano Menezes.

Essa decisão da Copa do Brasil será também o tira-teima entre os dois times. Na final do Campeonato Brasileiro de 1976, com um 2 a 0 em casa, o Inter levou a taça. Depois, no Brasileirão de 2005, o Corinthians ficou com o título, depois de empatar com o clube gaúcho no Pacaembu, por 1 a 1, num jogo que teve uma arbitragem bastante polêmica.

Aquele jogo de 2005, inclusive, foi o estopim de uma polêmica que ganhou força na atual decisão. Com um ponta de ressentimento por causa daquele empate decisivo no Brasileirão, a diretoria do Inter mostrou um dossiê na última segunda-feira que traz supostos erros de arbitragem que favoreceram o Corinthians nesta Copa do Brasil.

A diretoria corintiana ironizou a atitude do Inter, enquanto Mano Menezes preferiu desconversar sobre o assunto, sem aumentar a polêmica. "É mais do mesmo. Sempre tem esse tipo de pressão. Erros ocorrem para os dois lados. Não temos que nos preocupar com arbitragem", afirmou o técnico do Corinthians, confiando no trabalho do árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro, que irá apitar a final desta quarta-feira.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.