Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Inter e Fluminense ficam no 0 a 0

Num jogo fraco tecnicamente, Inter e Fluminense empataram em 0 a 0 na tarde deste domingo, em Porto Alegre, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Inter foi para oito pontos ganhos em nono lugar na tabela. O Fluminense chegou aos seis pontos, mas, devido aos resultados paralelos, baixou para a 13ª colocação. Ainda abalado pela derrota de 3 a 1 para o Vitória, na quarta-feira ea conseqüente eliminação na Copa do Brasil, o Inter não teve a mínimainspiração para superar o retrancado time do Fluminense. Sem inspiraçãono meio-campo e ousadia no ataque, a equipe gaúcha não ofereceu perigoao gol de Fernando Henrique. Teve duas conclusões, uma aos 11 minutoscom Cleiton Xavier e outra aos 13, com Rafael Sóbis, bem neutralizadaspelo goleiro do Fluminense. Depois disso, nada mais aconteceu em termos ofensivos. Seguro nadefesa, o adversário não permitiu que o Inter sequer entrasse na áreapara tentar as conclusões. Por isso, a torcida não esperou o término doprimeiro tempo pedir, em coro, a saída do técnico Lori Sandri: "Ei,Lori, pede pra sai" (sic). As vaias da torcida fizeram Sandri modificar o esquema para o segundotempo. Veio com Diogo no lugar do lento e inoperante Alex, e passou do3.5.2 para o 4.4.2, com Vinícius na lateral-esquerda. A alteraçãodeixou o Inter com uma maior movimentação. Com Rafael Sóbis maisadiantado, o time até que ficou mais ofensivo e criou três boas chancespara marcar, com Oséas, Rafael Sóbis e Cleiton Xavier, aos 28, 32 e 33minutos, respectivamente, todas para grandes defesas de FernandoHenrique. A chance mais clara, no entanto, foi do Fluminense, aos 39:Tiago entrou sozinho na área mas não fez o gol devido a uma grandedefesa de Clemer. Aos 46, Alessandro acertou a trave.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.