Inter e Juventude empatam em 0 a 0

O Juventude empatou com o Inter em 0 a 0, hoje à tarde, em Porto Alegre e continuou na liderança do segundo turno do Octogonal decisivo do Gauchão com 11 pontos ganhos. O Inter foi a oito e está em terceiro, atrás do Pelotas, que derrotou o Esportivo por 2 a 0, gols de Alexandre e Assis e foi a nove pontos. Para chegar à final terá que vencer o Grêmio, no próximo domingo, além de torcer por resultados negativos de outras equipes. Como a vitória era o único resultado que interessava, o Inter tratou logo de ir ao ataque. E, logo aos três minutos, Luiz Cláudio perdeu um gol certo quando, sozinho na frente do goleiro Diego, concluiu para fora uma boa troca de passes entre William e Lê. O Juventude, que veio ao Beira-Rio para tentar o empate, foi uma equipe que só se defendeu no primeiro tempo. E o time levou tão a sério as instruções do técnico Hélio dos Anjos que, apenas com Dauri na frente, não teve uma única conclusão ao gol de Hiran. O Inter, sem medo dos contra-ataques adversários, criou mais duas chances, ambas novamente com Luiz Cláudio. Aos 17 o centroavante acertou a trave e, aos 23, após jogada de William, obrigou Diego a fazer uma grande defesa. Ao contrário do que aconteceu no primeiro tempo, no segundo quem começou atacando foi o Juventude. O time de Caxias do Sul, além de se defender muito bem, sem dar chances ao Inter, criou duas excelentes oportunidades para marcar, ambas através de Dauri. Na primeira, aos três minutos, perdeu o tempo da bola e permitiu a defesa de Hiran. Depois, aos 14, sozinho na pequena área, chutou para fora. O Inter também uma boa chance, com Tim, aos 22 minutos, que perdeu o gol ao chutar em cima de Diego. E, como não criou mais nada em termos ofensivos, o Inter ficou num 0 a 0 que irritou a torcida. E os torcedores, em vez de vaiar os jogadores, gritavam palavrões contra o presidente do clube, Fernando Miranda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.