Inter empata com rebaixado Guarany de Bagé e enfrentará o Grêmio na semifinal

Inter empata com rebaixado Guarany de Bagé e enfrentará o Grêmio na semifinal

Equipe colorada finaliza primeira fase do Campeonato Gaúcho na terceira posição e reencontrará rival na luta por vaga na decisão

Redação, Estadão Conteúdo

12 de março de 2022 | 19h01

Apesar da confiança em alta após a vitória no Gre-Nal 435, no meio de semana, o Internacional voltou a mostrar um futebol sofrível e correu muito para empatar por 1 a 1 para o rebaixado Guarany, em Bagé, neste sábado à tarde, pela 11ª rodada, a última da fase de classificação do Campeonato Gaúcho.

Pelo menos, o colorado manteve o tabu de não perder para o time da região oeste do Estado desde 1967. São 54 anos e 21 jogos. O Guarany, porém, volta para a segunda divisão, por ter sido o lanterna, com apenas seis pontos.

O resultado foi ruim porque deixou o Inter na terceira posição, com 19 pontos, e nas semifinais vai enfrentar o rival Grêmio, que fechou a fase em segundo lugar, com 21. Serão mais dois Gre-Nais. O primeiro no Beira-Rio, no próximo sábado (19) e o segundo na Arena Grêmio. Na outra semifinal vão se enfrentar o Ypiranga, líder com 21 pontos e melhor saldo de gols do que o Grêmio (9 a 8), e o Brasil, com 16 pontos.

O técnico Alexander Cacique Medina vai ter, portanto, uma semana pra tentar dar uma nova postura ao Inter, além de enfrentar o clima de rivalidade do maior clássico gaúcho.

O Guarany abriu o placar aos 19 minutos, quando Kaique errou a saída de bola ao tentar um passe na frente da grande área, que ficou nos pés de Juninho Tardelli. Ele fez o passe para Marcos Paulo que bateu rasteiro no canto direito do goleiro Daniel, sem chance de defesa.

O time da casa continuou melhor, com mais posse de bola e dentro do campo defensivo do colorado. Na única chance à frente, o goleiro Otávio, do Guarany apareceu bem. Primeiro no chute de Matheus Cadorini e no rebote ao impedir o chute de Gustavo Maia.

No segundo tempo, o Inter melhorou muito pouco. Mas mostrou disposição e chegou ao empate num contra-ataque. Davi tocou para Cadorini que fez o passe perfeito para Caio Vidal na frente da área. Ele deu dois passos e chutou forte e no alto, sem chances de defesa. Tudo igual aos 36 minutos. O jogo se arrastou até os 52 minutos, mas sem mudança de placar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.