Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Reuters
Reuters

Inter evita 'terra arrasada' após queda na Libertadores

Colorado perde para o Tigres por 3 a 1 no México

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 10h05

A frustração pela eliminação do Internacional nas semifinais da Copa Libertadores, selada com a derrota por 3 a 1 para o Tigres, no México, na noite de quarta-feira, não levará ao clube a adotar a política de "terra arrasada". Ao menos foi esse o discurso adotada pela cúpula da equipe, tentando destacar a boa participação do time no torneio continental.

"Não podemos fazer terra arrasada. Chegamos à semifinal da Libertadores e há mérito nisso. Vamos continuar trabalhando, agora focado no Brasileirão", afirmou o diretor de futebol do Inter, Carlos Pellegrini.

Após vencer o jogo de ida das semifinais da Libertadores por 2 a 1, no Beira-Rio, o Inter foi presa fácil em Monterrey, tanto quer o Tigres vencia por 3 a 0 com menos de 15 minutos do segundo tempo e já havia perdido um pênalti. O Inter ainda diminuiu com Lisandro López, aos 43 minutos, mas não teve forças para evitar a eliminação. A avaliação após o jogo foi de que o time demorou a reagir na partida no México.

"Queríamos muito passar à final, mas é difícil chegar até aqui. Caímos de pé, mas demoramos demais para fazer o gol. Fosse antes, talvez tivéssemos condições de exercer maior. Quero agradecer ao nosso sócio e torcedor pela postura que eles tiveram ao longo da campanha. Agora vamos com tudo para o Brasileirão. Temos que acreditar", disse o presidente Vitorio Piffero.

Fora da Libertadores, o Inter vai entrar nas oitavas de final da Copa do Brasil, além de disputar o Campeonato Brasileiro, em que ocupa a décima colocação. O time volta a entrar em campo no próximo domingo, quando vai encarar a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, pela 15ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.