Inter explica demora e prevê Dourado jogando em duas semanas

Quando Rodrigo Dourado sofreu lesão muscular, em 24 de março, o Internacional estipulou que ele voltaria e, no máximo, um mês. Passados dois, o volante ainda não está à disposição do técnico Argel. De acordo com o médico Mateus Falcão, a demora se dá por conta de um imprevisto. Dourada sofreu um escorregão e se machucou de novo.

Estadão Conteúdo

27 de maio de 2016 | 15h10

"Ele teve um contratempo. Na metade do tratamento, escorregou e se 'relesionou' no mesmo lugar. Isso acabou atrasando a recuperação. Mas está evoluindo bem, e deve voltar em breve. Acredito que em torno de 10 dias, 2 semanas", explicou o médico colorado, nesta sexta-feira, em entrevista coletiva.

Outro desfalque importante para o meio-campo do Internacional é Anderson. De acordo com Falcão, o jogador há tempos reclama de uma tendinite patelar. "Decidimos fazer uma recuperação mais lenta, mas completa. Está na fisioterapia com menos dor. Faz um trabalho de reequilíbrio muscular para a dor não o trabalhar mais. Deve ficar mais uma semana, 10 dias com a fisioterapia para depois ir ao recondicionamento físico", contou.

A entrevista coletiva de Falcão nesta sexta-feira serviu para elucidar ao torcedor a situação física de alguns jogadores do Eleno. De acordo com o médico, o meia Valdivia deve voltar a treinar com o grupo dentro de um mês, enquanto o atacante Marquinhos vai passar a próxima semana na fisioterapia, ainda se recuperando de uma lesão no tornozelo.

Tudo o que sabemos sobre:
InterFalcãoFutebolInternacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.