Inter goleia a Portuguesa por 5 a 1

Nem o mais otimista torcedor da Internacional poderia imaginar uma goleada tão expressiva. Mas o time de Limeira arrasou com a Portuguesa neste domingo à tarde, no Limeirão, ao vencer por 5 a 0. Esta foi a segunda vitória seguida da equipe, que continua lutando para fugir das últimas posições no Campeonato Paulista. Agora, tem 11 pontos e está na antepenúltima posição, enquanto a Lusa continua com 15 pontos e diminui bastante as suas chances de classificação.A Inter parece ter ganho um entusiasmo muito grande sob o comando do técnico Luiz Carlos Ferreira e dominou completamente a partida. Os gols foram saindo com bastante naturalidade. O primeiro foi marcado aos 9 minutos, quando Paulinho driblou o zagueiro Tinho e chutou forte, no canto esquerdo de Carlos Germano. Com forte marcação no meio-de-campo e muita velocidade no ataque, a Inter envolvia facilmente o adversário. Para complicar a situação da Portuguesa, Irênio foi expulso aos 38 minutos, depois de uma jogada violenta ? ele já tinha sido advertido com o cartão amarelo. Aos 40, saiu o segundo gol da equipe de Limeira: Lúcio pegou o rebote de Carlos Germano, que não segurou o forte chute de Luisinho Vieira, e marcou. Aos 45, Caio ampliou, depois de uma bonita jogada de Luisinho Vieira, que passou por três adversários dentro da grande área: 3 a 0.Mesmo com um homem a menos e em desvantagem no placar, o técnico Renê Simões não mexeu na Portuguesa no intervalo. Com isso, a Inter continuou mandando no jogo. Logo aos seis minutos, a equipe de Limeira fez mais um, com Ramalho, que acertou um chute forte da intermediária.O oportunista Paulinho fez o quinto gol da Inter, aos dez minutos, depois de aproveitar a bela jogada de Lúcio, que foi até a linha de fundo e deu o passe perfeito para o atacante. A humilhação só não foi maior porque uma forte chuva, e a conseqüente falta de energia elétrica, obrigou o árbitro Paulo César de Oliveira a paralisar o jogo. A partida reiniciou oito minutos depois, mas estava num ritmo bem mais lento. A Portuguesa aproveitou e fez o gol de honra com Vinícius, cobrando falta, aos 29 minutos.A chuva continuou forte e aos 39 minutos, aconteceu nova queda de energia. Desta vez, a partida ficou paralisada por 30 minutos. Depois disso, como a luz não voltou e o estádio Limeirão estava completamente escuro, os dois árbitros resolveram encerrar a partida, diminuindo o sofrimento da Lusa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.