Divulgação
Divulgação

Inter já admite momento difícil após derrota na Recopa

'O momento é difícil mas agora é trabalhar para melhorar', avisa o meio-campista argentino D'Alessandro

AE, Agencia Estado

26 de junho de 2009 | 09h34

Depois de começar a temporada de forma arrasadora, com o título invicto do Campeonato Gaúcho, a chegada à final da Copa do Brasil e a liderança nas primeiras rodadas do Brasileirão, o Internacional atravessa uma fase complicada. Após a derrota por 1 a 0 para LDU, no Beira-Rio, pela Recopa Sul-Americana, jogadores e comissão técnica já admitem que o momento não é bom.

Veja também:

link LDU vence Inter e larga na frente na Recopa

"O momento é difícil mas agora é trabalhar para melhorar", disse o meia argentino D''Alessandro, que voltou a equipe na partida de quinta-feira. "Não podemos desanimar. Perdemos, mas temos que ir lá e reverter", afirmou o zagueiro Índio. A segunda partida será em Quito, no dia 9 de julho - os equatorianos jogam pelo empate.

Embora o foco do Inter esteja na decisão da Copa do Brasil, no dia 1.º, o treinador Tite espera que a recuperação comece antes, pelo Brasileiro. "Temos que trabalhar mais e buscar reverter esse momento já no domingo com uma vitória sobre o Coritiba", disse o comandante.

Após sete rodadas, o Internacional é vice-líder da competição com 14 pontos, mas teve sua invencibilidade quebrada no domingo, com derrota por 4 a 0 para o Flamengo, no Maracanã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.