Inter joga no ataque para ser bi gaúcho

O Internacional depende apenas de um empate contra o 15 de Novembro, nesta quinta-feira, no Beira-Rio, para conquistar o bicampeonato do Rio Grande do Sul. Apesar da vantagem, o técnico Muricy Ramalho diz que não quer ver o time na defesa e vai substituir Diego, machucado, por outro atacante, Jéfferson Feijão, quando teria a opção de escalar Cleiton Xavier para povoar o meio-campo. Outra modificação será a entrada de Fernando Cardozo na zaga, no lugar de Wilson, também lesionado.O 15 de Novembro precisa ganhar por qualquer placar no tempo normal para levar o jogo para a prorrogação. Se houver empate no tempo suplementar, a decisão irá para os pênaltis. A situação é difícil, mas o técnico Guilherme Macuglia não perdeu a fé. Ele reconhece que o Internacional vive um bom momento, mas acredita que a experiência dos jogadores do 15 de Novembro, quase todos veteranos no futebol gaúcho, pode fazer a diferença. Para as vagas dos meio-campistas Massei e Pansera, suspensos, Macuglia vai escalar Sananduva e Marcão. A única dúvida é o armador Cléber, gripado. Se ele não puder jogar, entra Maico.No jogo de ida da decisão, na semana passada, em Campo Bom, o Internacional venceu por 2 a 0. O regulamento do campeonato gaúcho não leva em conta o saldo de gols nas duas partidas decisivas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.