Inter lamenta gols perdidos e amarga novos desfalques

Os jogadores do Internacional e o técnico Celso Roth saíram de campo na última quarta-feira à noite, na Arena da Baixada, em Curitiba, lamentando as várias oportunidades de gol desperdiçadas pela equipe gaúcha, que acabou sendo derrotada por 1 a 0 e ficou na quinta posição do Campeonato Brasileiro, com 38 pontos.

AE, Agência Estado

23 de setembro de 2010 | 10h00

"Tivemos boas chances no jogo, se aquela bola na trave no primeiro tempo entrasse seria mais fácil buscar a vitória depois", afirmou o treinador, se referindo a um chute que o volante Tinga acertou na trave do goleiro Neto, aos 38 minutos do primeiro tempo.

O volante Glaydson, que atuou improvisado como lateral-direito diante do Atlético-PR, também lamentou o fato de o Inter ter fracassado depois de ter criado tantas chances de marcar gols. "Foi um resultado injusto, poderia ter sido melhor", disse.

Já o atacante Edu lembrou que o time gaúcho acabou tomando o gol, marcado por Paulo Baier, de falta, aos 43 minutos do primeiro tempo, justamente quando pressionava o Atlético-PR. "Infelizmente eles conseguiram o gol em bola parada quando estávamos melhor", opinou.

Além de lamentar a derrota, o Internacional ainda ganhou dois desfalques para o confronto do próximo domingo, contra o líder Corinthians, no Beira-Rio, pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Bolívar e o volante Wilson Matias tomaram o terceiro cartão amarelo e cumprirão suspensão. Em compensação, Celso Roth contará com o retorno do goleiro Renan, que está recuperado de lesão, e do lateral-direito Nei, que não encarou o Atlético-PR por estar suspenso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.