Ricardo Duarte/Divulgação
Ricardo Duarte/Divulgação

Inter ignora fair-play, marca no lance e supera a Ponte Preta no Sul

Gaúchos não devolvem a bola para campineiros e colam no G-4

Estadão Conteúdo

07 de novembro de 2015 | 19h22

O Internacional esteve longe de brilhar, mas conquistou um importante resultado na luta por vaga na Copa Libertadores de 2016. Mesmo após ser dominado a maior parte do jogo, o time gaúcho bateu a Ponte Preta, por 1 a 0, na tarde deste sábado, no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre, no jogo que abriu a 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado mantém o Inter em boas condições na luta por vaga na Libertadores. O time é o sexto colocado, com 53 pontos, empatado com Santos e São Paulo, que ainda jogam na rodada e têm melhor saldo de gols - 16 e 8, respectivamente, conta menos 1 da equipe gaúcha. O técnico Argel Fucks continua com excelente aproveitamento em casa. Em oito jogos, venceu sete e empatou um. Por outro lado, a Ponte fica em situação complicada, já que estacionou nos 50 pontos, na sétima posição.

O primeiro tempo foi surpreendente. A Ponte não se intimidou com o fato de jogar no Beira-Rio e dominou o jogo com uma forte marcação na saída de bola. Tanto que criou a melhor oportunidade antes do intervalo. Aos 44 minutos, o meia Cristian cruzou da esquerda, o atacante Alexandro desviou de letra e o zagueiro Renato Chaves, sozinho, não conseguiu concluir. A bola passou em frente ao gol, antes de o volante Nilton afastar.

POLÊMICA

Na segunda etapa, a Ponte continuou melhor em campo, embora os donos da casa tentassem esboçar uma pressão em certos momentos. As chances claras seguiram acontecendo para o lado campineiro. O Inter, contudo, foi mais eficiente. Em uma das poucas chegadas, conseguiu balançar as redes. O atacante Vitinho aproveitou sobra na entrada da área e bateu no canto direito do goleiro Marcelo Lomba.

Os jogadores do time paulista reclamaram de falta de fair-play no lance, já que Alexandro jogou a bola para fora para o atendimento do atacante Biro Biro, mas os donos da casa não devolveram a posse.

Por conta dos jogos da seleção brasileira pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, os dois times voltam a campo somente daqui a mais de dez dias. O Inter visitará a Chapecoense, em 19 de novembro, às 19h30, na Arena Condá, em Chapecó. Enquanto isso, a Ponte Preta receberá o Figueirense, um dia antes, às 21 horas, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 X 0 PONTE PRETA

INTERNACIONAL - Alisson; William, Paulão, Juan e Ernando (Artur); Rodrigo Dourado, Nilton (Anderson) e D'Alessandro; Valdívia, Lisandro López (Alisson Farias) e Vitinho. Técnico: Argel Fucks.

PONTE PRETA - Marcelo Lomba; Jeferson, Ferron, Renato Chaves e Gilson; Fernando Bob, Elton (Borges) e Cristian (Adrianinho); Clayson (Leandrinho), Alexandro e Biro Biro. Técnico: Felipe Moreira.

GOL - Vitinho, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (MG).

CARTÕES AMARELOS - Alisson Farias e Anderson (Internacional); Ferrón, Gilson, Alexandro e Marcelo Lomba (Ponte Preta).

RENDA - R$ 438.620,00.

PÚBLICO - 17.431 pagantes ( 21.225 total).

LOCAL - Estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.