Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Inter para em Tadeu, perde e vê Goiás encostar na briga pela Libertadores

Time esmeraldino conta com grande atuação de seu goleiro para vencer por 2 a 1 no Beira-Rio

Redação, Estadao Conteudo

27 de novembro de 2019 | 21h58

Em uma noite praticamente perfeita do goleiro Tadeu, o Goiás se fortaleceu na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2020 ao ganhar o confronto direto contra o Internacional, por 2 a 1, no Beira-Rio, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O resultado deixou os dois times separados por apenas dois pontos na tabela. Ainda na zona de classificação para a Libertadores, o Internacional tem 51 e chegou ao terceiro jogo sem vencer. Já o Goiás emplacou a segunda vitória seguida e tem 49.

A partida foi um massacre do Inter na posse de bola e no número de finalizações. Não é a toa que o goleiro Tadeu se destacou mais uma vez. Já a dupla formada por Rafael Moura e Michael fez a diferença na frente para o Goiás.

A primeira chance do jogo veio logo aos três minutos. Rafael Vaz saiu jogando errado e a bola caiu nos pés de Guerrero, que tocou para Patrick finalizar rente à trave. O peruano ficou pedindo a devolução. O Inter encurralava o Goiás. Aos 12 minutos, Nico López finalizou colocado e Tadeu fez grande defesa. Na sequência, Victor Cuesta chutou e a bola explodiu no travessão.

A resposta do Goiás veio logo depois, aos 15 minutos. Rafael Vaz chutou de longe, Marcelo Lomba falhou e, após Michael dividir com o goleiro, a bola sobrou para Rafael Moura abrir o placar. O assistente assinalou impedimento do atacante esmeraldino, mas o gol acabou sendo validado após consulta do VAR.

O árbitro de vídeo voltou a aparecer aos 23 minutos, mas dessa vez contra o Goiás. Michael fez o segundo ao aproveitar o rebote de Marcelo Lomba em chute de Rafael Moura. No entanto, Leandro Barcia, na origem do lance, estava em posição irregular.

Irritada, a torcida do Inter passou a pegar no pé de alguns jogadores, como Bruno Silva e Uendel. O time sentiu e só foi assustar nos minutos finais, quando Nico López finalizou cruzado e Guerrero quase completou de carrinho. O Inter esboçou uma blitz nos acréscimos e criou três grandes oportunidades. D'Alessandro cobrou falta e Tadeu espalmou para escanteio. Depois, o goleiro defendeu os cabeceios de Guerrero e Rodrigo Moledo.

A esperança do torcedor era que o time gaúcho mantivesse a pressão na volta do intervalo, mas aconteceu o contrário. Se aproveitando do nervosismo dos jogadores colorados, o Goiás controlou a posse da bola e assustou com Michael e Alan Ruschel. Aos 18, Nico López bateu de primeira e, mesmo atrapalhado por Rodrigo Moledo, conseguiu fazer a defesa quase em cima da linha. Na sequência, Nonato aproveitou sobra e finalizou por cima do travessão. Guerrero recebeu dentro da área e bateu para um milagre de Tadeu.

No contra-ataque, aos 26, Michael deixou Uendel no chão e bateu na saída de Marcelo Lomba, marcando um golaço no Beira-Rio. O gol fez o Inter se perder de vez na partida. Quatro minutos depois, Rafael Moura chutou colocado rente à trave.

O Inter conseguiu diminuir aos 33 minutos. D'Alessandro cobrou escanteio e Guerrero cabeceou no ângulo. Dessa vez, Tadeu nada pôde fazer. Logo depois, Marcelo Lomba saiu jogando errado e Leandro Barcia bateu para o gol, mas Rodrigo Moledo salvou em cima da linha.

Nos minutos finais, o time gaúcho se lançou com tudo para cima, mas de forma desorganizada e só escapou de levar o terceiro gol porque Leandro Barcia estava impedido.

O Inter volta a campo no sábado, contra o Botafogo, às 19 horas, no Engenhão. No domingo, o Goiás recebe o Fortaleza, às 16 horas, no Serra Dourada. Os jogos são válidos pela 36.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 X 2 GOIÁS

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Heitor (Pedro Lucas), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Bruno Silva (Nonato), Edenílson, Nico López, D'Alessandro e Patrick (Sarrafiore); Guerrero. Técnico: Zé Roberto.

GOIÁS - Tadeu; Yago Rocha, Fábio Sanches, Rafael Vaz e Alan Ruschel; Gilberto Júnior, Léo Sena e Yago Felipe (Thalles); Michael (Dudu), Rafael Moura (Kaio) e Leandro Barcia. Técnico: Ney Franco.

GOLS - Rafael Moura, aos 15 minutos do primeiro tempo; Michael, aos 26, e Guerrero, aos 33 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN).

CARTÕES AMARELOS - D'Alessandro e Sarrafiore (Internacional); Alan Ruschel, Léo Sena e Michael (Goiás).

RENDA - R$ 465.110,00.

PÚBLICO - 18.791 pagantes (21.302 total).

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.