Ricardo Duarte/SC Internacional
Ricardo Duarte/SC Internacional

Inter perde para Novo Hamburgo em casa, é vaiado e segue sem vencer no Gaúcho

Retorno de D'Alessandro ao Beira-Rio não impede derrota e Inter fica com um ponto em dois jogos

Estadão Conteudo

04 Fevereiro 2017 | 19h09

O Novo Hamburgo bateu o Internacional por 2 a 1, neste sábado, no Beira-Rio, e manteve o time colorado sem vencer no Campeonato Gaúcho após duas rodadas. A equipe contou com o retorno do ídolo D'Alessandro ao seu estádio após um ano de empréstimo ao River Plate.

Com a vitória, o Novo Hamburgo chegou a seis pontos, 100% de aproveitamento, e assumiu a liderança provisória do Campeonato Gaúcho. Já o Inter caiu para o nono lugar, com um ponto.

O JOGO

Em campo, o Inter criou a primeira chance de gol aos dez minutos de jogo. Nico López recebeu lançamento de Uendel e tocou para D'Alessandro na direita. O argentino cortou para o meio e bateu forte de perna esquerda, mas o goleiro Matheus espalmou para escanteio.

Sob um forte calor no Beira-Rio, os dois times não apresentaram um ritmo intenso de jogo na primeira etapa. O Novo Hamburgo teve algumas chances, mas falhou no último passe, até marcar dois gols e levar o jogo ao intervalo com uma boa vantagem.

Aos 41 minutos, o Novo Hamburgo se aproveitou de erro de D'Alessandro no meio-campo e armou o contra-ataque. Preto tocou para Branquinho dentro da área e apareceu para completar a tabela com um chute forte no canto esquerdo, sem chances de defesa para Danilo Fernandes.

Pouco depois, aos 44, João Paulo lançou e Jardel apareceu cara a cara com Danilo. O jogador do Novo Hamburgo manteve a calma na saída do goleiro e mandou para as redes do Inter: 2 a 0.

Após ouvir as vaias da torcida presente no estádio, o técnico Antônio Carlos Zago promoveu duas mudanças na equipe para a segunda etapa. Os meio-campistas Diego e Fernando Bob saíram para as entradas de Andrigo e Charles.

Aos nove minutos, Uendel fez bela jogada pela esquerda, cortou dois marcadores dentro da grande área e chutou, mas Matheus Kerstner caiu bem para evitar o que seria um golaço do Inter. Na sequência do lance, o Novo Hamburgo ligou contra-ataque e João Paulo recebeu sozinho para marcar o terceiro, mas a arbitragem anulou o gol alegando impedimento.

Na segunda etapa, o Inter passou a criar mais oportunidades, enquanto o Novo Hamburgo se fechou para tentar algo nos contragolpes. Aos 27, no entanto, o time conseguiu descontar. Uendel recebeu passe de Andrigo na ponta esquerda e cruzou para Nico López, na marca do pênalti, apenas empurrar para o gol.

Nos minutos finais, o Inter teve uma boa oportunidade de empatar com Nico López, que dominou na pequena área, mas o goleiro Matheus apareceu bem para desarmar o atacante. Na jogada, os atletas do Inter pediram pênalti, mas a arbitragem mandou o jogo seguir. O time seguiu pressionando bastante até o final da partida, mas não conseguiu transpor a defesa adversária.

O Inter volta a campo na próxima quarta-feira, quando encara o Fluminense pela Copa da Primeira Liga. Pelo Campeonato Gaúcho, a equipe colorada o Caxias, no próximo sábado. Ambos os jogos serão em casa. Já o Novo Hamburgo encara o São José no próximo dia 13, pelo Estadual, como mandante.

Mais conteúdo sobre:
Internacional futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.