Inter promete atacar o Atlético no Paraná

O empate não está nos planos do Internacional para o jogo desta quarta-feira, contra o Atlético-PR, em Curitiba. O técnico Muricy Ramalho acredita que com duas vitórias - a outra seria contra o Santos, no sábado, em Porto Alegre - o time voltará a brigar pelas primeiras posições do campeonato brasileiro. Desprezando o fator local, ele vai mandar o time para frente. A ausência do zagueiro Wilson, suspenso, servirá para mudar o esquema e reforçar o ataque. Em vez de manter o 3-5-2 da vitória contra o Guarani, Muricy vai optar pelo 4-4-2, escalando Claiton, que volta de suspensão. O beneficiado é o armador Élder Granja. Ele perderia o lugar no time, mas vai permanecer para articular as jogadas de ataque, chegar à área do Atlético-PR e reter a bola longe da defesa colorada. O centroavante Nilmar, com tendinite, está fora, mas Jéfferson Feijão, o substituto, voltou a ser a esperança de gols do time. Ele marcou dois contra o Guarani, tornou-se artilheiro da temporada, com 12, e fez a torcida trocar as vaias pelos aplausos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.