Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Inter promete futebol ofensivo diante do Sport para não perder líderes de vista

Já o time pernambucano, tenta voltar a vencer, após duas derrotas seguidas

Redação, Estadão Conteúdo

14 de outubro de 2020 | 08h43

Terceiro colocado no Brasileirão, o Internacional sabe que precisará de bons resultados longe de casa se quiser acompanhar os líderes Atlético-MG e Flamengo. Nesta quarta-feira, às 21h30, na Ilha do Retiro, a promessa é de futebol ofensivo diante do Sport para seguir colado nos primeiros colocados.

Depois de desencantar diante do Athletico-PR, o atacante uruguaio Abel Hernandez acredita que pode repetir a dose e marcar mais gols. "Eu precisava abrir a lata (anotar o primeiro), como diz no Uruguai. E espero começar a marcar mais gols, pois é muito importante para um atacante", afirmou o parceiro de Thiago Galhardo no setor ofensivo do Inter.

Enquanto o parceiro já colocou 13 bolas nas redes rivais, Hernandez vinha devendo não apenas gols, mas um futebol mais vistoso. Aliviado, agora já faz planos para fazer o Inter emplacar uma série de triunfos.

"Esperamos ganhar outra. O importante agora é somar pontos para seguir nas primeiras colocações do campeonato", observou. "Seguimos com essa mentalidade para conseguir os três pontos."

Com o triunfo do Flamengo sobre o Goiás, o Inter ganhou novo rival na luta pela liderança. Cariocas e mineiros somam 30 pontos, diante dos seus 28. Agora os gaúchos necessitam dos três pontos no Recife. Hernandez esbanja confiança que o time pode, sim, voltar com a vitória na mala. "Fizemos boas partidas ultimamente e temos de seguir nesse caminho."

O técnico Eduardo Coudet terá o retorno de Edenilson, que cumpriu suspensão. Mas perdeu Heitor, machucado. O lateral-direito que deu três assistências nos dois últimos jogos sentiu uma lesão muscular. Rodinei inicia o jogo. Rodrigo Dourado, recuperado de grave lesão, foi relacionado pela primeira vez.

Hora de reagir

A chegada do técnico Jair Ventura fez o Sport sair da zona de rebaixamento e encostar no G-4 da tabela do Campeonato Brasileiro, mas os últimos dois resultados não foram bons. Depois de três vitórias seguidas, o Sport foi derrotado pelo Flamengo por 3 a 0 no Rio de Janeiro e perdeu em casa para o Botafogo por 2 a 1. Estacionado nos 20 pontos, o time pernambucano caiu para a nona colocação.

Em relação à formação que iniciou contra o Botafogo, Jair Ventura deve realizar duas mudanças. Recuperado de uma gastroenterite, o zagueiro Iago Maidana volta, assim como o meia Lucas Mugni, que só entrou no segundo tempo do último jogo porque foi preservado devido a um desgaste muscular.

O que preocupa Jair Ventura também é o número de jogadores que estão pendurados com dois cartões amarelos: o goleiro Luan Polli, o lateral-direito Patric, o zagueiro Iago Maidana, os volantes Marcão e Ronaldo Henrique, o meia Jonatan Gómez e o atacante Hernane Brocador.

"No Campeonato Brasileiro você ganha uns fora, perde em casa. Agora temos o Internacional em casa de novo para ganhar e voltar ali para o G-8, que é o que gente quer", disse o meia Thiago Neves, que fez seu primeiro gol pelo Sport contra o Botafogo. Ele se sente mais à vontade em campo e fala com otimismo. "Estou ganhando ritmo de jogo e vou ter um desempenho melhor a cada jogo", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.