Ricardo Duarte/Inter
Ricardo Duarte/Inter

Inter quer vitória sobre o Flamengo para ser campeão brasileiro após 41 anos

Em caso de triunfo no Maracanã, time colorado vai para a última rodada sem precisar se preocupar com outros resultados

Redação, Estadão Conteúdo

21 de fevereiro de 2021 | 11h16

O Internacional não quer saber de definição do título apenas na última rodada e pretende surpreender o Flamengo, às 16 horas deste domingo, no Maracanã, para voltar a conquistar o Brasileirão após 41 anos. A vitória garante o quarto título da principal competição nacional aos gaúchos, de maneira antecipada.

Dos gigantes do país, apenas o Atlético-MG tem um jejum maior na espera do título. Os mineiros ganharam em 1971. Os gaúchos não são campeões desde 1979 e tentam ser o primeiro time fora do Sudeste a erguer a taça nos pontos corridos, iniciados em 2003.

Dois cariocas são as armas do Inter para a obtenção da conquista no Maracanã: o técnico Abel Braga, que ainda não digeriu a conturbada saída do Flamengo em 2019, e o meia Patrick, de volta após cumprir suspensão diante do Vasco.

O armador, que mesmo sendo carioca jamais defendeu um clube do estado, é o "motor do Inter". Com ele, o líder ganhou oito vezes longe de casa e buscará repetir a bela campanha como visitante para soltar o grito de campeão.

A confiança é grande. "Com empate não termina o campeonato. Sabemos que temos esse resultado a nosso favor e vamos tentar pontuar fora, algo que fizemos o campeonato todo", afirmou o meia.

Abel conhece bem o atual elenco do Flamengo. Espera tirar vantagem disso e também tenta mostrar que não está "acabado e desatualizado" para o futebol como muitos chegaram a apontá-lo. Ainda magoado, seria sua resposta aos críticos.

Para a "decisão", ele terá Patrick de volta e o clube vai depositar a multa de R$ 1 milhão para Rodinei jogar. Por outro lado, Cuesta cumpre suspensão. Abel já não tinha Moledo, machucado. A zaga deve contar com Zé Gabriel e Lucas Ribeiro. Nada que preocupe pois ambos já atuaram em boa parte da competição.

Além de todo o clima de decisão que cerca o confronto, ele ganhou um toque de pimenta com declaração polêmica de João Patrício Herrmann, vice de futebol do Internacional, que acredita em vitória caso não haja "interferência" da arbitragem.

"Espero que o árbitro (apita o paulista Raphael Claus) não nos atrapalhe, que a arbitragem não seja um caos como foi contra o Vasco. Tenho certeza que 11 contra 11, temos toda a condição de voltar do Maracanã com os 3 pontos."

O Inter tem 69 pontos diante de 68 do Flamengo. No segundo turno, os gaúchos lideram com 34, diante de 33 dos cariocas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.