Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Inter terá boa torcida em Chapecó para voltar à briga pelo título

Colorado quer aproveitar a derrota do líder Cruzeiro para diminuir a diferença para seis pontos na visita à desesperada Chapecoense

Elder Ogliari e Tomás M. Petersen, O Estado de S. Paulo

09 de outubro de 2014 | 08h18

Com a possibilidade de diminuir a diferença do líder Cruzeiro para seis pontos e voltar à briga pelo título, o Internacional enfrenta a Chapecoense nesta quinta-feira, às 20h30, na Arena Condá, em Chapecó, pela 27.ª rodada do Brasileirão. E o time terá apoio de boa parte da torcida, formada pelos descendentes de gaúchos que colonizaram o oeste catarinense. Os colorados compraram 4 mil dos 20 mil ingressos colocados à venda. Eles só não poderão ver os volantes Willians e Aránguiz em ação. O primeiro está suspenso e o segundo foi convocado para servir a seleção do Chile.

O técnico Abel Braga não antecipou a escalação, mas é provável que escolha Ygor e Bertotto como substitutos.A principal novidade pode ser a participação de Nilmar no jogo. O atacante, que estava no futebol do Catar e foi contratado no início de setembro, fica no banco de reservas e tem chances de entrar por alguns minutos. É a terceira vez na carreira que o jogador atua pelo Internacional.

A Chapecoense já esteve em posição mais tranquila na tabela, mas agora entrou na zona de rebaixamento e precisa somar pontos para fugir da degola.

"São objetivos distintos, mas o jogo é decisivo para nós e também para o Inter", disse o atacante Leandro. Enquanto a Chapecoense briga para permanecer na Série A, o clube gaúcho luta para ser campeão. "Independentemente de quem jogar, temos que entrar focados", completou o centroavante, que marcou quatro gols nos últimos três jogos.

O técnico Jorginho não terá três jogadores: o zagueiro Rafael Lima, o lateral-esquerdo Rodrigo Biro e o meia Zezinho. O trio está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInterchapecoense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.