Inter treina sem Guiñazu e não terá Kleber até 2013

Após cair por 1 a 0 diante da Ponte Preta, no último domingo, em Campinas, o Inter voltou aos treinos na manhã desta terça-feira, visando o confronto com o Corinthians, pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Na atividade, o técnico Fernandão não pôde contar com a presença do volante Guiñazu, que se recupera de uma lesão muscular. Para completar, o clube confirmou que o lateral-esquerdo Kleber, lesionado, só voltará a atuar no próximo ano.

AE, Agência Estado

13 de novembro de 2012 | 13h13

Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Guiñazu não enfrentou a Ponte Preta no domingo e nesta terça ficou apenas fazer fisioterapia. O clube informou que o atleta será reavaliado e deverá voltar aos treinos na quinta-feira. Com isso, a tendência é a de que possa enfrentar o Corinthians, domingo, a partir das 19h30, no Beira-Rio.

Já Kleber lesionou o ligamento medial do joelho esquerdo nos minutos finais do confronto com a Ponte. O clube, entretanto, informou que o atleta não precisará ser submetido a uma cirurgia, após submetê-lo a exames.

Outra novidade desta terça-feira foi a presença do meia Dátolo participando de uma atividade com o resto do elenco. O argentino vinha apenas treinando fisicamente nas últimas semanas. Ele acabou sendo prejudicado com o fato de ter sido obrigado a passar por uma cirurgia no púbis, que o fez ficar dois meses em processo de recuperação.

No duelo diante dos corintianos, Fernandão contará com o retorno dos zagueiros Índio e Rodrigo Moledo, que voltam a ficar à disposição depois de terem cumprido suspensão diante da Ponte. Os dois participaram normalmente dos trabalhos desta terça e reforçarão a equipe.

O treino desta terça-feira também contou com um susto para o departamento médico do clube. O meia Fred precisou receber atendimento após uma forte trombada com o atacante Rafael Moura, mas depois seguiu participando do treinamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.