Inter usa força total contra o Guarani

O Internacional fez as contas e acredita que ainda pode ficar entre os oito melhores do campeonato brasileiro deste ano. Por isso decidiu usar força total nos jogos que ainda tem pela frente, a começar pelo desta quarta-feira, contra o Guarani, no Beira-Rio, mesmo que tenha decidido que a prioridade do ano é ganhar a Copa Sul-Americana. O ala Chiquinho, o zagueiro Sangaletti e os meias Gavilán e Fernandão, todos com dores musculares, não serão mais poupados.A maratona de seis jogos nos próximos 18 dias, com a média de um a cada três dias, incluindo uma viagem a Barranquilla, na Colômbia, pode desgastar o time, mas o técnico Muricy Ramalho vê compensações."Estamos pegando liga", diz, referindo-se ao maior entrosamento da equipe. O Inter vem de uma série de quatro vitórias consecutivas. Está em 13º lugar no campeonato, com 49 pontos, e pode avançar duas posições nesta rodada se vencer o Guarani e se Coritiba e Figueirense tropeçarem nos seus jogos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.