Inter vai cumprir o que CBF determinar

O presidente do Internacional, Fernando Carvalho, garantiu nesta segunda-feira que vai "cumprir o que for determinado pela CBF", descartando uma ação na Justiça Comum. Apesar disso, o dirigente revelou que não desistiu do recurso na Fifa e ainda sonha com uma reviravolta no resultado do Campeonato Brasileiro.Em entrevista à Agência Estado, na tarde desta segunda-feira, Fernando Carvalho também disse que não teme perder a vaga na Copa Libertadores da América de 2006, em represália por sua briga jurídica. Segundo ele, as ações impetradas na Justiça Comum foram todas de torcedores, sem qualquer ligação com o clube.O Internacional terminou em segundo lugar no Campeonato Brasileiro, apenas 3 pontos atrás do Corinthians. Mas o clube gaúcho entende que foi prejudicado pela decisão do STJD de anular os 11 jogos apitados por Edílson Pereira de Carvalho. E, caso as partidas remarcadas não tivessem mais valor, os corintianos perderiam 4 pontos e deixariam a liderança para o Inter. Mas para a CBF não há dúvidas: o Corinthians é o campeão brasileiro de 2005, independente das ações de torcedores do Inter na Justiça Comum, questionando a decisão do STJD. ?O Inter vai cumprir o que for determinado pela CBF. Mas isso não impede que eu tente todos os recursos na Justiça Desportiva?, afirmou Fernando Carvalho. ?Já entrei com recurso na Fifa, que foi rejeitado, mas vou recorrer dessa decisão.?

Agencia Estado,

05 de dezembro de 2005 | 15h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.