Ricardo Duarte|Inter
Ricardo Duarte|Inter

Inter vence Criciúma e avança com 100% na Primeira Liga

Em jogo de reservas, time gaúcho ganha, de virada, por 3 a 1

Estadao Conteudo

23 Fevereiro 2017 | 23h38

Em fase delicada no Campeonato Gaúcho - ainda não venceu -, o Internacional confirmou o bom momento na Copa Primeira Liga nesta quinta-feira ao vencer o Criciúma, de virada, pelo placar de 3 a 1, em pleno Estádio Heriberto Hülse, pela última rodada do Grupo A, um dia depois de golear o Oeste por 4 a 1, na Copa do Brasil.

Com o resultado, o Internacional terminou a fase de grupos com 100% de aproveitamento, na liderança do Grupo A, com nove pontos. O Criciúma, por sua vez, deu adeus ao torneio sem somar um ponto sequer. Com três pontos cada, Brasil de Pelotas e Fluminense duelam pela segunda vaga da chave nas quartas de final.

Como ambas as equipes entraram em campo pela Copa do Brasil na quarta-feira, colocaram uma mescla entre reservas e jovens promessas para disputar o jogo da Primeira Liga. O primeiro tempo mostrou essa falta de entrosamento e erros impressionantes da defesa. Aos 13 minutos, Lucas Bessa recuou a bola para o goleiro Eduardo Babiuk, que furou e a viu bater na trave do time da casa.

O Criciúma, porém, conseguiu aproveitar a única chance que teve durante os 45 minutos iniciais. Carlos Eduardo recebeu livre dentro da área e chutou na trave. Flávio ficou com a sobra e mandou para o fundo das redes de Marcelo Lomba: 1 a 0.

No segundo tempo, o jogo foi ganhar em emoção após a expulsão de Nino, que levou o segundo amarelo ao cometer falta em Winck. Com um a mais, o Inter foi para cima e deixou tudo igual aos 26 minutos. Após cobrança de escanteio de Andrigo, Claudio Winck tentou duas vezes antes de deixar o seu.

O Criciúma sentiu o gol e deu espaços para o Inter, que fez mais dois. Após lançamento de Neris, Andrigo fintou o zagueiro e guardou. No lance seguinte, foi a vez de Diego deixar o seu e dar números finais ao confronto: 3 a 1 para o Inter.

Mais conteúdo sobre:
Inter futebol Internacional

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.