Inter vence o São Paulo e fica perto do título inédito

Mesmo jogando fora de casa e contra uma torcida de 71 mil pessoas, o Internacional deu um importantíssimo passou ao inédito título da Copa Libertadores da América ao vencer o São Paulo por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Estádio do Morumbi.Para se sagrar campeão, o time gaúcho precisa apenas de um empate no jogo de volta, na próxima quarta (16), no Beira-Rio, em Porto Alegre. O clube paulista necessita de um triunfo por dois ou mais gols de diferença. Se os atuais vencedores da competição superarem os adversários por um gol de vantagem, a decisão irá para a prorrogação.Aproveitando melhor os espaços no início da partida, o Internacional ficou com um jogador a mais em campo logo aos 10 minutos após a expulsão do volante Josué. Numa disputa de bola aérea com o atacante Rafael Sóbis, o são-paulino acertou uma cotovelada na nuca do rival e acabou recebendo o cartão vermelho do juiz uruguaio Jorge Larrionda.Motivados com a vantagem numérica, os gaúchos partiram para cima dos donos da casa e quase abriram o marcador aos 17 minutos. Depois de receber um ótimo lançamento na esquerda, Jorge Wagner partiu com velocidade, invadiu a área e bateu cruzado, mas Rogério Ceni defendeu.Após o susto, o São Paulo melhorou e levou o primeiro lance de perigo aos 23. Em um rápido contra-ataque puxado por Ricardo Oliveira, o avante deixou Leandro sozinho cara a cara com o goleiro Clemer, mas, no momento do chute, o meia foi travado pelo zagueiro colorado. Aos 35, Souza fez boa jogada pela direita e arriscou da entrada da área, mas a bola saiu por cima da meta.O clima da primeira final da Libertadores 2006 ficou mais tenso aos 38, quando Fabinho foi expulso. Em uma disputa no meio-campo, o volante do Internacional acertou um tapa na cabeça de Souza. O árbitro uruguaio não presenciou o lance, mas o auxiliar apontou o incidente e Larrionda mostrou o segundo vermelho do jogo. Antes do intervalo o São Paulo teve mais uma chance de marcar aos 42. No único lance inspirado de Danilo na partida, o meia lançou Souza na meia-direita. O lateral chutou cruzado, mas Clemer espalmou.Na etapa complementar, o Internacional voltou melhor e conseguiu o primeiro gol do confronto aos 8 minutos, com Rafael Sóbis, que recebeu na entrada da área, passou pela marcação de Fabão e chutou rasteiro, no canto direito de Rogério Ceni. Os gaúchos ampliaram aos 16. Numa jogada conturbada, Alex cruzou na área e Fernandão cabeceou para o meio. Júnior tentou cortar e mandou para a própria meta, mas Ceni espalmou. No rebote, Sóbis bateu para o fundo das redes.Apesar da desvantagem, o São Paulo não se abalou e conseguiu descontar aos 30. Leandro foi lançado na direita e levantou na área. O zagueiro Edcarlos, sozinho, cabeceou no canto esquerdo de Clemer. O time paulista seguiu pressionando, mas o camisa 1 dos rivais fez boas defesas em chutes de Ricardo Oliveira e Lenílson.São Paulo 1 x 2 InternacionalSão Paulo: Rogério Ceni; Fabão, Lugano e Edcarlos (Aloísio); Souza, Mineiro, Josué, Danilo (Lenílson) e Júnior; Leandro (Richarlyson) e Ricardo Oliveira. Técnico: Muricy RamalhoInternacional: Clemer; Ceará (Wellington Monteiro), Fabiano Eller, Bolivar e Jorge Wagner; Edinho, Fabinho, Tinga, Alex (Índio); Rafael Sobis (Michel) e Fernandão. Técnico: Abel BragaGols: Rafael Sobis, aos 8 e aos 16; Edcarlos, aos 30 minutos do segundo tempoLocal: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP). Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai). Cartões amarelos: Souza e Fabão. Cartões vermelhos: Josué e Fabinho. Renda: R$3.382.655,00. Público: 71.745 pagantes

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.