Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Inter vence Salgueiro por 3 a 0 e abre vantagem na Copa do Brasil

Placar elástico deixa time colorado confortável para o jogo de volta das oitavas de final

FELIPE ROSA MENDES, Agência Estado

22 de agosto de 2013 | 21h32

SÃO PAULO - Sob forte chuva, o Internacional espantou a "zebra" contra o Salgueiro nesta quinta-feira e venceu o jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil por 3 a 0, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo. D''Alessandro, em cobrança de pênalti, Scocco e Forlán garantiram a vantagem do time gaúcho para a partida da volta, no interior de Pernambuco, na próxima quinta.

O placar folgado aumenta ainda mais o favoritismo do Inter antes do duelo na cidade de Salgueiro. O time gaúcho avança mesmo que seja derrotado por 2 a 0 na partida da volta. Se confirmar a classificação, vai encarar nas quartas de final o vencedor do duelo entre Palmeiras e Atlético Paranaense. No jogo de ida, o time paulista venceu por 1 a 0, em São Paulo.

Vindo de cinco jogos sem vitória no Brasileirão, o técnico Dunga resolver fazer mudanças no time nesta quinta. Sacou Alex, ainda sem ritmo de jogo, e escalou Fabrício no meio-campo, abrindo espaço para Kleber na lateral. No ataque, Forlán voltou ao time após defender a seleção do Uruguai e relegou Scocco ao banco de reservas. Leandro Damião formou dupla com o atacante uruguaio.

Com as novidades em campo, o Inter não teve dificuldade para impor seu jogo no primeiro tempo. Apesar da chuva, dominou desde o início e quase abriu o placar aos 8 minutos. Jorge Henrique acertou o travessão após uma sequência de finalizações erradas do Inter dentro da área.

A pressão dos mandantes aumentava a cada minuto. Somente Forlán levou perigo em quatro tentativas, duas delas quando arriscava gol olímpico em cobrança de escanteio. Nas outras duas, bateu rasteiro de fora da área e mandou rente à trave esquerda, aos 34. E acertou belo chute da direita e mandou por cima do travessão, aos 42.

Mais ofensivo, Jorge Henrique ainda teve outra boa chance no primeiro tempo. Ele levou perigo ao receber passe na entrada da área e finalizar para fora, aos 42. Antes do intervalo, Fabrício chutou de canhota e viu a defesa rebater a bola quando estava em cima da linha.

Acuado, o Salgueiro só conseguiu ameaçar o gol de Alisson quando Daniel encheu o pé em cobrança de falta de longe e mandou no travessão. O goleiro do Inter só viu a bola seguir para fora após tocar na trave.

Depois de acumular seguidas chances desperdiçadas, o Inter tratou de abrir o placar logo em sua primeira oportunidade no segundo tempo. Aos 2, Juan aproveitou sobra na pequena área e mandou para as redes. O árbitro, porém, anulou o lance porque já tinha anotado pênalti flagrante sobre Leandro Damião. Na cobrança, D''Alessandro bateu no canto e deixou o Inter em vantagem.

O gol deu tranquilidade à torcida e ao time, que passou a jogar mais solto. Nem mesmo a chuva, mais forte, e o vento atrapalharam o Inter. A equipe gaúcha manteve o controle da partida e seguia levando perigo ao gol de Mondragon. Aos 12, Forlán recebeu pela direita e bateu para fora, perdendo outra boa chance.

O segundo gol acabou surgindo do cruzamento do uruguaio, que achou Scocco dentro da área. O argentino, que entrara no lugar de Ygor, aproveitou furada do goleiro e não teve problemas para completar para as redes, aos 21.

Do outro lado, o Salgueiro oferecia pouca resistência. Raramente se arriscava no ataque e parecia apenas esperar o fim do jogo para evitar uma desvantagem maior no placar. O técnico Marcelo Chamusca chegou a apostar na entrada do japonês Yusuke Sudo, sem sucesso - o Salgueiro já contava com o nigeriano Yerien em campo.

Dono do jogo, o Inter ainda teve tempo de marcar o terceiro gol aos 42 minutos. Sem marcação, Forlán só escorou de cabeça cruzamento de Scocco. Satisfeita, a torcida gaúcha celebrou a vitória com gritos de "olé" nos instantes finais da partida.

O Inter volta a campo no fim de semana para jogar a 16ª rodada do Brasileirão. Novamente em Novo Hamburgo, o time gaúcho vai receber o Goiás, no domingo.

INTERNACIONAL 3 x 0 SALGUEIRO

INTERNACIONAL - Alisson; Jorge Henrique, Ronaldo Alves, Juan e Kleber (Alex); Ygor (Scocco), Willians, Fabrício e D''Alessandro; Diego Forlán e Leandro Damião (Otávio). Técnico: Dunga.

SALGUEIRO - Mondragon; Tamandaré, Alemão, Ranieri e Daniel; Moreilândia (Rodolfo Potiguar), Pio, Vitor Caicó, Alexson (Yusuke Sudo); Yerien (Canga) e Fabrício Ceará. Técnico: Marcelo Chamusca.

GOLS - D''Alessandro (pênalti), aos 4, Scocco, aos 21, e Forlán, aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Mondragon, Moreilândia, D''Alessandro, Fabrício Ceará, Alemão, Leandro Damião.

ÁRBITRO - Alício Pena Júnior (MG).

RENDA - R$ 46.380,00.

PÚBLICO - 1.673 pagantes (2.355 no total).

LOCAL - Estádio do Vale, em Novo Hamburgo (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilInterSalgueiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.