Divulgação
Divulgação

Inter vence The Strongest por 1 a 0 e confirma 1º posição

Valdivia sai do banco de reservas para dar a vitória do time brasileiro

GABRIEL MELLONI, Estadão Conteúdo

22 de abril de 2015 | 19h33

O Internacional esteve longe de ser brilhante nesta quarta-feira, mas aproveitou-se da superioridade técnica para derrotar o The Strongest por 1 a 0, em Porto Alegre, e garantir a primeira colocação do Grupo 4 da Libertadores. Em dia para esquecer de D'Alessandro, o reserva Valdivia deixou o banco ainda no primeiro tempo, na vaga do lesionado Jorge Henrique, para botar fogo no jogo, marcar o gol e definir o resultado.

Os três pontos conquistados nesta noite levaram o Inter a 13, confirmando a primeira posição da chave. O The Strongest, que entrou na rodada em segundo, acabou sendo eliminado. Isso porque o Emelec derrotou a já desclassificada Universidad do Chile em casa, por 2 a 0, e ficou com a segunda vaga do grupo, com 10 pontos.

Agora o Internacional volta as atenções para o Campeonato Gaúcho, no qual inicia a decisão diante do Grêmio domingo, 16 horas, na Arena. O time colorado também espera para conhecer seu adversário nas oitavas de final da Libertadores. O principal candidato é o Guaraní, do Paraguai.

O JOGO

O começo foi bastante movimentado, com as duas equipes indo para o ataque. Aos 18 minutos, no entanto, o Internacional sofreu um baque ao perder Jorge Henrique lesionado, com um problema muscular. Mas a baixa se tornou reforço quando Valdivia ocupou a vaga do atacante contundido.

O meia de 20 anos comprovou a boa fase, mostrou por que é o xodó da torcida do Inter e foi o personagem do jogo. Logo aos 21 minutos, recebeu pela direita e cruzou para Nilmar, que desviou de leve e viu a bola cruzar toda a pequena área. Oito minutos depois, aproveitou sobra após chute de longe de Aránguiz e só não marcou porque o goleiro Vaca foi rápido e espalmou.

O jogo, então, esfriou. Mas não Valdivia. O jogador seguia brigando por cada bola, era a principal arma ofensiva do Inter e foi recompensado por isso aos 40 minutos. Eduardo Sasha avançou com extrema liberdade pela direita e cruzou nos pés de Valdivia, que finalizou firme, sem chance para Vaca, para abrir o placar.

O segundo tempo começou da mesma forma e Valdivia, inspirado, quase marcou logo aos quatro minutos em chute forte da direita, mesmo com pouquíssimo ângulo. A resposta, com a primeira chance de fato do The Strongest, aconteceu aos 12, quando D''Alessandro falhou, Ramallo foi lançado e bateu da entrada da área, mas em cima de Alisson.

D'Alessandro voltou a armar um contra-ataque do The Strongest após passe errado. Foi o suficiente para o argentino pedir para deixar o campo. Claramente incomodado com os próprios erros em campo, o jogador, no entanto, não teve o pedido atendido por Diego Aguirre. Os seguidos erros do Inter e a necessidade de buscar a virada levaram o The Strongest para cima, e o time boliviano passou a pressionar. Pablo Escobar e Melgar chegaram a incomodar, mas falharam nas finalizações. A própria deficiência técnica e a forte marcação colorada impediam a criação de boas oportunidades, mas, na raça, os bolivianos ainda chegaram mais duas vezes antes do apito final.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 X 0 THE STRONGEST

INTERNACIONAL - Alisson; Ernando, Paulão, Juan e Geferson; Rodrigo Dourado, Aránguiz, D''Alessandro, Jorge Henrique (Valdivia) e Eduardo Sasha (Alex); Nilmar (Rafael Moura). Técnico: Diego Aguirre.

THE STRONGEST - Daniel Vaca; Torrico, Marteli, Centurión e Cabrera; Raúl Castro (Cuesta), Veizaga, Chumacero e Nelvin Solíz (Melgar); Ramallo e Pablo Escobar. Técnico: Juan Carlos Paz Garcia.

GOL - Valdivia, aos 40 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Enrique Cáceres (Fifa/Paraguai).

CARTÕES AMARELOS - Valdivia (Internacional); Marteli, Veizaga, Centurión (The Strongest).

RENDA - R$ 1.589.300,00.

PÚBLICO - 37.190 pagantes (41.009 total).

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.