Santos FC/Divulgação
Santos FC/Divulgação

Interino diz que evita pensar em efetivação no Santos

'Eu planejo cada dia, cada jogo, isso está na mão da diretoria', afirmou Marcelo Martelotte

AE, Agência Estado

27 de setembro de 2010 | 12h45

Marcelo Martelotte assumiu interinamente o comando do Santos após a tumultuada saída de Dorival Júnior e ganhou força após o seu segundo jogo, quando a equipe goleou o Cruzeiro por 4 a 1, sábado, na Arena Barueri. Apesar de já ter revelado o desejo de permanecer na equipe, o treinador evita pensar em efetivação.

Veja também:

linkAlex Sandro e Zezinho serão titulares no Santos na terça

"Eu planejo cada dia, cada jogo, isso está na mão da diretoria. Eu pretendo fazer o melhor para o Santos e os resultados têm um preso grande. Com as vitórias, a diretoria vai ficar mais tranquila", afirmou Martelotte, em entrevista à TV Globo, reconhecendo que uma sequência de vitórias pode convencer a diretoria santista a efetivá-lo.

O treinador garantiu que não existe espaço para euforia no Santos após a vitória sobre o Cruzeiro. "É muito corrido, sem tempo para comemorar vitória. Já jogamos amanhã, pensamos no Vasco desde domingo e a sequência faz com que sempre pensamos na frente, sem comemorar. Mas a equipe tem dado resultados positivos", disse.

Com a vitória sobre o Cruzeiro, o Santos assumiu a sexta colocação no Campeonato Brasileiro, com 38 pontos, dez atrás do líder Fluminense. A equipe voltará a jogar na terça-feira, no Estádio de São Januário, contra o Vasco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.