Interino do Flamengo e diretor de futebol são absolvidos pelo STJD

O técnico interino do Flamengo, Zé Ricardo, e o diretor de futebol, Rodrigo Caetano, foram absolvidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta quarta-feira. Eles haviam sido denunciados por atritos com o árbitro Heber Roberto Lopes durante o jogo contra o Corinthians, no dia 3, no Itaquerão, em São Paulo, em rodada do Brasileirão.

Estadão Conteúdo

13 de julho de 2016 | 20h01

Zé Ricardo fora denunciado por protestar contra o juiz por falta do lateral Fagner, do Corinthians, sobre o meia Ederson. O treinador interino do Flamengo acabou expulso de campo por causa das seguidas reclamações. Denunciado por desrespeito e ofensa, foi absolvido por unanimidade.

"Expulsei do banco de reservas o treinador Sr. José Ricardo Mannarino por desaprovar com gestos persistentemente minhas decisões. Após a expulsão, o treinador saiu sem problema", dissera o árbitro na súmula da partida.

No mesmo documento, o juiz registrou suposta ofensa proferida por Rodrigo Caetano. "Babaca, você é um merda", teria dito o diretor de futebol do Flamengo ao árbitro no intervalo do jogo, segundo consta na súmula. Assim como Zé Ricardo, Caetano foi absolvido pela Terceira Comissão Disciplinar do STJD.

Durante o julgamento, os auditores do STJD revelaram que ainda estão analisando a Notícia de Infração que o Flamengo apresentou contra o árbitro depois da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.