Interior diverge sobre tabela da Série B

Um dia após a divulgação da tabela oficial do Campeonato Brasileiro da Série B, os times do interior já começam a divergir sobre a seqüência de jogos que terão até o dia 27 de setembro, quando se encerra a fase de classificação. O presidente do Marília, José Roberto Duarte de Mayo, que contratou 15 jogadores para a disputa da competição, se disse satisfeito com suas partidas."Estamos muito satisfeitos, pois a CBF atendeu nossos pedidos, que era estrear em casa, jogar contra o Palmeiras e com o Botafogo no Rio de Janeiro. Não temos do que reclamar e agora é torcer para fazermos uma grande campanha", disse Mayo, que enfrenta o Anapolina dia 26, em Marília.Mas a CBF não agradou todo mundo. A diretoria do Paulista, de Jundiaí, reclamou muito da tabela divulgada pela entidade na última terça-feira. O time do técnico Zetti realizará 11 jogos em casa e 12 fora do estádio Jaime Cintra."Jogaremos um jogo a menos em casa. Pelo índice técnico, nós deveríamos fazer um jogo a mais em casa", declarou o diretor de futebol João Carlos Figueredo, confirmando que pedirá explicações aos representantes da Futebol Brasil Associados (FBA), entidade responsável pela organização da Segunda Divisão.Em Araras, o presidente José Mário Pavan achou normal a tabela e espera apenas uma boa participação de sua equipe na competição."Não temos que ficar reclamando da tabela, temos é que pensar em vencer os jogos e conseguir o acesso. Com muito trabalho conseguimos fazer o campeonato sair. Agora é só trabalhar", explicou Pavan.1ª Rodada - 25/04/2003 - 20:30 - Santa Cruz-PE x União São João-SP; Caxias-RS x Gama-DF; Avaí-SC x Ceará-CE; América-RN x América-MG26/04/2003 - 16:00 - Portuguesa-SP x Remo-PA; CRB-AL x Sport-PE; Marília-SP x Anapolina-GO; São Raimundo-AM x Londrina-P R.20:30 - Brasiliense-DF x Palmeiras-SP; Náutico-PE x Joinville-SC; Paulista-SP x Mogi Mirim-SP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.