Lucas Uebel/Divulgação
Lucas Uebel/Divulgação

Internacional acaba com série invicta do Vasco

Derrota por 1 a 0 encerra sequência de 14 jogos e significa a saída do grupo dos dez melhores colocados na classificação do Brasileirão para os cariocas; time colorado sobe para o quarto lugar

LUCAS AZEVEDO, Agência Estado

19 de setembro de 2010 | 18h51

PORTO ALEGRE - O Internacional encerrou a longa invencibilidade do Vasco e se aproximou dos líderes do Campeonato Brasileiro, em partida válida pela 23.ª rodada. Neste domingo, o time gaúcho teve boa atuação e superou a equipe carioca por 1 a 0, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Veja também:

SÉRIE A - tabela Classificação | listaCalendário/Resultados

Com o resultado, o Internacional chegou à quarta colocação, com 38 pontos. Já o Vasco perdeu uma invencibilidade de 14 partidas, deixou o grupo dos dez primeiros colocados e soma 29 pontos. O técnico PC Gusmão sofreu a sua primeira derrota no Brasileirão. Antes de assumir o time carioca, ele dirigiu o Ceará.

As duas equipes voltarão a jogar na próxima quarta-feira. Na quarta-feira, fora de casa, o Internacional jogará contra o Atlético Paranaense, às 22 horas, na Arena da Baixada. Já o Vasco enfrenta o Botafogo, às 21 horas, em clássico marcado para o Engenhão.

As duas equipes fizeram um primeiro tempo disputado, mas pecaram nas finalizações e foram ao intervalo empatados em 0 a 0. No final da primeira etapa, após um choque, Renan teve que ser substituído por Abbodanzieri. Responsável por importantes defesas na partida, o goleiro caiu de mau jeito no gramado após tentar uma defesa, se chocando com um adversário. O jogador levantou grogue e foi atendido pelos médicos. Encaminhado ao hospital, ele passou por exames, e foi liberado.

No vestiário, apesar da igualdade, Roth não mudou o Internacional. O técnico, porém, mudou o posicionamento e deixou D'Alessandro fixo na ponta esquerda. O gol da vitória do Internacional veio aos dois minutos do segundo tempo. Após o lançamento de D'Alessandro, Edu aproveitou, chegando antes do zagueiro e chutando para o fundo da rede.

Em desvantagem, o Vasco atacou mais na etapa final, mas, apesar de algumas bobeadas da defesa do Inter, não conseguiu chegar ao empate.

No final do segundo tempo, o técnico PC Gusmão foi expulso por reclamação. Ele se recusou a deixar o campo, fazendo com que o árbitro interrompesse a partida para a sua saída.

  INTERNACIONAL - 1 - Renan (Abbondanzieri); Nei, Bolívar, Indio e Kleber; Wilson Mathias, Guiñazú; Andrezinho, D'Alessandro, Edu (Marquinhos); Leandro Damião ( Everton).  Técnico: Celso Roth

  VASCO - 0 - Fernando Prass; Fagner, Dedé, Fernando (Jefferson Silva) e Ramon ( Max); Rafel Carioca, Nilton, Fellipe Bastos e Zé Roberto; Éder Luís e Rafael Coelho (Jonathan). Técnico: Paulo César Gusmão

Gol - Edu, aos 2 minutos do segundo tempo; Cartões amarelos - Leandro Damião, Índio, Nei, Pato Abbondanzieri e Guiñazú (Internacional); Fellipe Bastos, Rafael Carioca e Dedé (Vasco); Árbitro - Francisco Nascimento (AL); Renda - R$ 474.840,00; Público - 30.981 espectadores; Local - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.