Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Internacional busca vaga e liderança na Libertadores para esquecer o vice gaúcho

Líder do Grupo B com nove pontos, Colorado precisa de apenas um empate para garantir a sua classificação

Redação, Estadão Conteúdo

26 de maio de 2021 | 08h46

O Internacional tem um confronto importante nesta quarta-feira, às 19h, pela sexta e última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Brigando pela classificação e liderança, recebe o Always Ready, da Bolívia, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS). Líder do Grupo B com nove pontos, o Inter precisa de apenas um empate para garantir a sua classificação. O objetivo, porém, é vencer para terminar no primeiro lugar e com a melhor campanha possível. O adversário boliviano está em terceiro com seis pontos, mesmo número do quarto colocado Olimpia, do Paraguai.

O Deportivo Táchira, da Venezuela, completa a chave em segundo lugar com nove pontos, mas perde no saldo de gols para o time brasileiro (7 a 1). No primeiro jogo, fora de casa, o Inter perdeu por 2 a 0. Os dois primeiros avançam na competição, enquanto o terceiro colocado entra nas oitavas da sul-americana.

Depois de perder o título estadual para o Grêmio, o técnico Miguel Ángel Ramírez foi bastante questionado. O presidente Alessandro Barcellos, porém, segurou a pressão e confirmou a manutenção do técnico para um projeto de reconstrução, passando inclusive pelas dificuldades financeiras do clube. O dirigente explicou os obstáculos para se contratar grandes nomes, por isso mesmo, blindou o elenco falando em trabalho à médio e longo prazos.

Ramírez deve fazer alterações. Ele conta com o retorno de Taison no meio-campo, mas não terá Yuri Alberto no ataque, pois cumprirá suspensão, por ter sido expulso no jogo passado. Com isso, Thiago Galhardo deve jogar.

Outra dúvida está no setor defensivo. Víctor Cuesta não estava 100% fisicamente e foi poupado no clássico Gre-Nal, mas está à disposição. Caso não entre como titular, Zé Gabriel formará dupla de zaga com Lucas Ribeiro.

O capitão Taison, tentou incendiar o ânimo de seus companheiros, com seu discurso. "Eu sou um torcedor do Inter. Se eu empatar ou perder, vou para casa e me tranco no meu quarto. Saí daqui aprendendo o que é sentir uma derrota, ainda mais no clássico e tento passar isso para meus companheiros. Tudo passa. Agora, vamos focar na Libertadores e no Brasileiro. Eu quero que os jogadores estejam comigo e sei que todos vão estar. Vamos brigar por muitas coisas este ano", garantiu o capitão Taison.

O Always Ready vem de derrota pesada para o Deportivo Táchira, por 7 a 2. Em busca da classificação, precisa vencer o Inter e torcer por derrota do Deportivo, além de tirar diferença no saldo de gols. A base da escalação deve ser a mesma dos últimos jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.