Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Internacional deixa liderança ao perder por 3 a 0 do Náutico

Equipe perdeu a primeira colocação para o Cruzeiro, mesmo tendo um jogo a mais que o rival

DAYANNE SOUSA, Agência Estado

28 de julho de 2013 | 18h28

SÃO PAULO - O Internacional perdeu a liderança do Campeonato Brasileiro após ser derrotado por 3 a 0 pelo Náutico, neste domingo, na Arena Pernambuco. Os comandados de Dunga buscavam a sua quinta vitória consecutiva na competição, mas acabaram sucumbindo diante do clube pernambucano. A vitória fez com que o até então lanterna subisse uma posição na tabela de classificação, deixando para trás a Portuguesa.

Com a derrota, o Internacional perdeu a primeira colocação para o Cruzeiro, mesmo tendo um jogo a mais que o rival. Ambos tem 18 pontos, mas o time mineiro tem maior saldo de gols. A tabela de classificação ainda pode mudar após o resultado de Botafogo e Flamengo, que se enfrentam no Maracanã neste domingo às 18h30. Se vencer, o time treinado por Oswaldo de Oliveira pode liderar com 19 pontos.

Após um primeiro tempo morno, Internacional e Náutico se mostraram mais ofensivos durante a segunda etapa da partida. O clube gaúcho buscou o gol diversas vezes com chutes de Forlán, mas foi o Náutico quem abriu o placar aos 27 minutos com um chute preciso de Derley, que recebeu de Auremir dentro da área. Maikon Leite, aos 43, e Rogério, aos 45, fecharam o placar para o time pernambucano.

O JOGO 

O início da partida foi de toques de bola sem pressa do Internacional desde o campo de defesa até o ataque. Depois de alguns lances, o Náutico teve seus momentos ofensivos, mas nenhum dos dois times teve reais chances de gol antes dos 20 minutos de jogo. Assim, o saldo da primeira etapa foi mesmo o 0 a 0.

Enquanto o time de Dunga apostou em jogadas com Forlán, os melhores momentos da equipe pernambucana vieram com arrancadas de Maikon Leite. Foi justamente após uma delas que o Náutico conseguiu escanteio aos 23 minutos. O próprio Maikon Leite cobrou e a bola atravessou a pequena área, bem perto do gol de Muriel, mas ninguém conseguiu cabecear.

O Internacional respondeu aos 29 minutos com Forlán. O uruguaio deu um chute perigoso que acabou indo para fora sem que o goleiro Ricardo Berna encostasse na bola. Três minutos depois, o time gaúcho chegou perto de abrir o placar, novamente com Forlán. O atacante recebeu passe de Alan Patrick dentro da área, driblou Ricardo Berna e chutou, mas o zagueiro William Alves salvou o Náutico, tirando a bola para escanteio.

A realidade mudou no segundo tempo. O Internacional trouxe perigo logo aos sete minutos quando, após cruzamento da esquerda, a bola sobrou para Rafael Moura na área e Jean Rolt conseguiu salvar. Pouco depois, em cobrança de escanteio na área gaúcha, Muriel saiu mal do gol, mas Ednei salvou em cima da linha.

O jogo voltou a esfriar até que Derley balançou a rede de Muriel. A partir daí, o time gaúcho tentou correr atrás do prejuízo, mas o Náutico se segurou, contando com uma boa atuação dos zagueiros Jean Rolt e Willian Alves. O Internacional quase empatou aos 29 minutos quando Forlán cobrou falta direto para o gol, mas o goleiro Ricardo Berna afastou para escanteio. Pouco depois, em outra cobrança de escanteio, Forlán cruzou e Juan desviou de cabeça. A bola passou pelo lado direito do gol de Berna.

Sem conseguir a reação, Forlán, Jorge Henrique e companhia ainda tiveram de assistir aos lances de Maikon Leite e Rogério, que fizeram a diferença já no final do jogo e terminaram por consagrar o placar largo a favor do Náutico. Aos 43 minutos, um lance de Rogério para Maikon Leite terminou sem defesa para Muriel. Dois minutos depois, foi a fez de Maikoin Leite entregar para Rogério também anotar mais um.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 3 x 0 INTERNACIONAL

NÁUTICO - Ricardo Berna; Auremir, Jean Rolt, Willian Alves e Luiz Eduardo (João Filipe); Elicarlos, Derley, Tiago Real e Peña (Rodrigo Soutto); Maikon Leite e Rogério (Olivera). Técnico: Zé Teodoro.

INTERNACIONAL - Muriel; Ednei, Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Willians, Josimar (Maike), Jorge Henrique e Dátolo (Alan Patrick); Forlán e Caio (Rafael Moura). Técnico: Dunga.

GOLS - Derley, aos 27, Maikon Leite, aos 43, e Rogério, aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Kleber (Internacional).

ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).

RENDA - R$ 517.280,00.

PÚBLICO - 19.488 pagantes.

LOCAL - Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInterNáutico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.