Twitter/Internacional
Twitter/Internacional

Internacional derrota o Flamengo pelo Brasileirão na estreia do técnico Dorival Junior

Resultado agrava má fase da equipe carioca, que chega soma três derrotas consecutivas; do outro lado, Mano Menezes recebe homenagem em seu aniversário de 60 anos

Redação, Estadão Conteúdo

11 de junho de 2022 | 23h08

A má fase do Flamengo não se resume apenas ao trabalho do treinador. Falta de sorte e erros individuais colaboram para o time acumular maus resultados e atuações abaixo do normal. Neste sábado à noite, no Beira-Rio, em Porto Alegre, na estreia de Dorival Junior no comando, o drama rubro-negro teve mais um capítulo na derrota, por 3 a 1, para o Internacional, em duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

E com requintes de crueldade. Com menos de um minuto, David Luiz errou, o Inter aproveitou, foi rápido na troca de passes e a bola chegou para Wanderson. A conclusão errada, enganou o goleiro Diego Alves: 1 a 0. Gabriel Barbosa pegou a bola para reiniciar a partida, mas antes olhou para Dorival e o sinal do técnico foi de 'calma'.

O time do Flamengo não seguiu a orientação de seu treinador e partiu para o ataque em busca de pelo menos o empate. David Luiz e Arão arriscaram, mas, aos 21 minutos, uma nova falha, desta vez de Éverton Ribeiro, permitiu nova escapada rápida do Inter. De novo a bola chegou para Wanderson, que desta vez bateu bem para vencer Diego Alves pela segunda vez: 2 a 0.

Quando a fase é ruim, não tem jeito. Aos 38 minutos, Bruno Henrique foi lançado e encobriu Daniel. A bola caprichosamente bateu na trave e Gabriel Barbosa chutou o rebote para fora.

Dorival colocou Marinho no lugar de Thiago Maia no intervalo e a torcida do Flamengo tomou outro susto antes do primeiro minuto da segunda etapa, quando o Inter quase fez o terceiro gol. O lance parece ter acordado o time carioca, que passou a pressionar.

Gabriel Barbosa só não empatou aos dez por falta de sorte, mas, aos 13, Bruno Henrique partiu pela esquerda e cruzou para Andreas Pereira pegar bonito de direita para diminuir a desvantagem: 2 a 1, aos 13 minutos.

A partir daí, se esperava uma pressão do Flamengo, que não ocorreu. Pelo contrário. Foi o Inter que acumulou oportunidades para ampliar a vantagem, mas o terceiro gol só veio aos 46, com Pedro Henrique, em um pênalti bastante discutível de Matheuzinho.

Festa de Mano Menezes, aniversariante do dia (60 anos), no banco de reservas do Inter, enquanto Dorival, bastante sério, viu o Flamengo somar a terceira derrota seguida.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 3 X 1 FLAMENGO

INTERNACIONAL - Daniel; Bustos (Rodrigo Moledo), Vitão, Mercado e Renê; Rodrigo Dourado (Johnny), Gabriel, Carlos de Pena e Alan Patrick (Alemão); Wanderson (Taison) e David (Pedro Henrique). Técnico: Mano Menezes.

FLAMENGO - Diego Alves; Matheuzinho, Rodrigo Caio, David Luiz e Filipe Luís (Ayrton Lucas); Willian Arão (Pedro), Andreas Pereira, Thiago Maia (Marinho) e Everton Ribeiro (Diego); Bruno Henrique e Gabriel. Técnico: Dorival Junior.

GOLS - Wanderson aos 46 segundos e aos 21 minutos do primeiro tempo; Andreas Pereira, aos 13 do segundo, e Pedro Henrique aos 46.

ÁRBITRO - Braulio da Silva Machado (SC).

CARTÕES AMARELOS - Matheuzinho, Carlos de Pena, Taison, Marinho e Bustos.

RENDA - R$ 1.172.545,00.

PÚBLICO - 19.273 pagantes (22.392 total)

LOCAL - Beira-Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.