Ricardo Duarte/Divulgação
Ricardo Duarte/Divulgação

Internacional derrota o Sport em casa e encosta no G-4 do Brasileirão

Gaúchos contam com gol polêmico no triunfo por 2 a 1 no Sul 

NAIRA HOFMEISTER, Estadão Conteúdo

03 de outubro de 2015 | 21h32

Com uma vitória por 2 a 1 sobre o Sport, neste sábado, o Internacional logrou o objetivo proposto pelo técnico Argel Fucks na véspera da partida no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro: desclassificado nas quartas de final da Copa do Brasil, a aposta do clube gaúcho passou a ser a vaga na Copa Libertadores, o que obriga o time a vencer pelo menos 7 ds 10 jogos antes do fim da competição.

O primeiro triunfo deixou o Internacional mais perto do G4 do Brasileirão - o grupo de classificados à Libertadores -, a um ponto do Palmeiras, que joga neste domingo contra a Chapecoense, fora de casa.

Antes do início da partida, a torcida colorada saudou calorosamente o técnico do Sport, Paulo Roberto Falcão, ídolo do time gaúcho onde foi tricampeão brasileiro nos anos 70. Era a primeira vez que o hoje treinador pisou no estádio Beira-Rio como adversário do clube que o consagrou.

Dentro de campo, a partida foi equilibrada e os três gols foram marcados em um intervalo de 15 minutos - entre os 19 e os 36 do segundo tempo. O Sport questionou o primeiro gol do Internacional, atribuindo a Lisandro López um toque de mão - que o jogador argentino garante ter sido de peito.

O Sport começou superior e nos primeiros 10 minutos teve duas oportunidades de abrir o placar. A partir daí, entretanto, depois de uma grande defesa de Danilo Fernandes em um chute de Valdívia, o domínio foi do Internacional - que inclusive meteu uma bola no travessão esquerdo do Sport.

O segundo tempo foi menos intenso, mas os três gols garantiram a emoção. O placar foi aberto pelo polêmico gol de Lisandro López aos 19 minutos depois de um rebote de Danilo Fernandes. O lance começou com grande jogada de Anderson pela esquerda, que cruzou na pequena área para o colega concluir.

Aos 34 minutos, o Sport empatou em um contra-ataque de Diego Souza, que deixou Elber na cara do gol para anotar aproveitando a defesa aberta do Internacional. Menos de um minuto depois, o clube gaúcho respondeu em jogada pelo lado esquerdo com Valdívia, que cruzou para Rodrigo Dourado mandar para a rede de cabeça.

Antes de terminar a partida, o Sport ainda teve um jogador expulso: irritado com o resultado, o meia Diego Souza agrediu Leo sem bola e levou o cartão vermelho direto. Com a derrota, o time pernambucano caiu para a 10.ª colocação.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2 x 1 SPORT

INTERNACIONAL - Alisson; William (Léo), Paulão, Réver (Vitinho) e Ernando; Nilton, Rodrigo Dourado, Anderson (Silva) e Alex; Valdívia e Lisandro López. Técnico: Argel Fucks.

SPORT - Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Wendel (Régis), Rithely, Marlone e Diego Souza; Maikon Leite (Élber) e André (Hernane). Técnico: Paulo Roberto Falcão.

GOLS - Lisandro López, aos 19, Élber, aos 34, e Rodrigo Dourado, aos 36 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - William e Nilton (Internacional); Samuel Xavier e Renê (Sport).

CARTÃO VERMELHO - Diego Souza (Sport).

ÁRBITRO - Bráulio da Silva Machado (SC).

RENDA - R$ 356.535,00.

PÚBLICO - 17.614 pagantes.

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInterSport

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.