Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Internacional exalta a persistência após a virada sobre o Atlético-PR

Time gaúcho derrota Atlético-PR por 2 a 1 e elogia superação da equipe para buscar o resultado

Estadão Conteúdo

04 Novembro 2018 | 21h34

Foi no sufoco, com um polêmico pênalti marcado nos últimos minutos, mas o Internacional conseguiu a virada sobre o Atlético-PR por 2 a 1, neste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, e segue vivo na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. A diferença para o Palmeiras é de cinco pontos: 66 a 61. Chorando, após o apito final, o lateral Iago desabafou, comemorou o placar e afirmou que o time tem chances.

"Eu não queria perder por nada. Hoje (domingo) eu fui na superação mais uma vez e o choro é mais por essa dedicação de todos. Temos que nos dedicar sempre até o último minuto. Vamos em busca até o final", prometeu.

O goleiro Marcelo Lomba também comemorou muito o resultado e ainda exaltou o zagueiro Rodrigo Moledo, que desviou a bola no gol do Atlético-PR e depois se redimiu empatando o duelo. "Realmente é um resultado espetacular. Tivemos muita dificuldade no jogo. O primeiro tempo foi bem morno. Tentamos vir mais agressivos do vestiário e acabamos tomando o gol. Fico feliz pelo Rodrigo Moledo, que não merecia isso. A gente está na briga e bem vivo. A camisa pesa", ressaltou.

Na saída do gramado, o atacante Leandro Damião afirmou que não queria ter sido substituído. "Feliz. Fiquei triste por sair, mas tudo bem. Falei com o Odair (Helmann, técnico), respeito muito a decisão dele. Quero ajudar o time sempre", prometeu.

O time gaúcho volta a campo no próximo domingo, às 17 horas (de Brasília), para enfrentar o Ceará na Arena Castelão, em Fortaleza, pela 33.ª rodada.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.